Tags

Como parte das ações de apoio do município à reinserção social, egressos do sistema prisional participaram, nesta quarta-feira (9), de um processo seletivo para vagas de trabalho na Terpav.

A empresa é uma das vencedoras das licitações do programa “Reintegração Pró Egresso Municipal”, iniciativa da Prefeitura de Sorocaba em parceria com a Cooperativa de Egressos, Familiares de Egressos e Reeducandos de Sorocaba e Região (Coopereso).

Durante a ocasião, sete egressos aprenderam sobre regras e normas da empresa, com informações sobre responsabilidade, respeito, vestimenta profissional e comunicação no ambiente de trabalho. Os candidatos estão concorrendo a duas vagas para trabalhar com serviços de roçagem.

Para a realização do processo seletivo, a Coopereso verifica dados dos cadastrados no programa e encaminha 10 egressos para o departamento de Recursos Humanos da empresa, que seleciona para as vagas. Além da Terpav, outras duas empresas venceram as licitações e começarão o processo seletivo em breve.

Em Sorocaba, a Secretaria de Cidadania e Participação Popular (Secid), por meio da Coordenadoria de Reintegração Social dos Egressos do Sistema Prisional, oferece apoio e orientações aos egressos e familiares sobre serviços como Cadastro Único do Governo Federal e encaminhamento a atendimentos por órgãos especializados.

Apoio ao egresso do sistema penitenciário

Instituído no ano passado pela Lei Nº 11.762, o programa Pró Egresso estabelece que as empresas vencedoras de licitações tenham até 10% da equipe responsável por obras municipais, formada por funcionários que cumpriram sentença prisional.

São beneficiários do programa aqueles que, entre outras situações, foram liberados definitivamente pelo prazo de um ano, cumpriram pena integralmente há mais de um ano, foram desinternados, estejam sob a condicional ou cumprindo pena em regime aberto.

Para ser cadastrado no programa é necessário que o interessado compareça à Central de Atenção ao Egresso e Família (CAEF), localizado na rua Isaac Pacheco, 29, na Vila Hortência. Após pesquisa efetuada pela Secretaria da Administração Penitenciária (SAP), do Estado de São Paulo, o egresso é encaminhado ao Centro de Referência de Assistência Social (Cras) para a inclusão no programa.

Fonte: Agência Sorocaba de Notícias