Tags

,

O funcionário comissionado da Câmara Municipal, Diogo Rodrigues, trabalhava como assistente do presidente do Poder Legislativo, Fernando Dini (MDB), ao mesmo tempo que prestava serviços de assessor de imprensa para o vereador Vitão do Cachorrão (MDB) durante as sessões ordinárias.

Acima um trecho da live com o vereador Vitão do Cachorrão, realizada em 7 de agosto de 2019, em que o parlamentar chama o então assistente da presidência de “minha assessoria.”

De acordo com informações divulgadas pela assessoria de imprensa da Câmara Municipal, o cargo de assistente da presidência tem carga horária de 40 horas semanais, além de ser uma função de dedicação total aos assuntos relacionados à presidência.

O órgão esclareceu que o comissionado não poderia realizar outra função neste período, como por exemplo assessorar o vereador da região do Jardim Zulmira e do Nova Esperança.

Vitão foi questionado sobre os serviços prestados pelo assessor de imprensa e confirmou que ele trabalhou em sua equipe, mas não soube especificar em qual período.

Recentemente, em 3 de setembro, Diogo Rodrigues conversou com o Jornal Z Norte respondendo sobre um questionamento feito ao vereador, em que ele respondeu, “o Vitão combinou com você para eu te mandar os IPTUs das cobranças abusivas.”

Em outra ocasião, Rodrigues respondeu, “esse é um release que eu tinha feito.”

Diante do caso da exibição do logo de um site de conteúdo adulto na TV Câmara, durante uma apresentação do vereador Vitão, quem respondeu pelo parlamentar foi novamente Rodrigues, que se colocou como assessoria de imprensa do envolvido.

Em 3 de maio deste ano, Rodrigues conversou com o Jornal Z Norte e formalmente, quando se apresentou como um representante. “Diogo aqui, assessor do Vitão, tudo bem? Vou te mandar o resumo aqui só para você entender”, garantiu, à época, o assistente da presidência.

Durante uma entrevista exclusiva com o parlamentar realizado nos estúdios do Jornal Z Norte, mais uma vez quem acompanhou o vereador foi o servidor contratado como assistente da presidência.

Diogo Rodrigues foi questionado sobre ter exercido as duas funções ao mesmo tempo e negou ter prestado assessoria ao parlamentar quando já era assistente de Fernando Dini, ele alega que realizou apenas “favores de amigos”. “Trabalhei com o Vitão de 2014 a fevereiro de 2019. Antes das eleições de 2016 era um serviço pontual, depois em janeiro de 2017 virou um trabalho fixo,” alega o jornalista, que complementa, “em fevereiro de 2019 me tornei assessor da presidência.

Não exerci duas funções ao mesmo tempo, mas com a minha amizade de longa data com o vereador Vitão do Cachorrão continuei fazendo uns favores de amigo a ele e ainda tinha uns resquícios de matérias e artes feitas por mim,” finalizou.

Sobre a possível dupla função assumida pelo jornalista, a assessoria do Poder Legislativo respondeu que vai averiguar a informação.

“A Câmara Municipal de Sorocaba, como instituição, não tem conhecimento do caso, porém, desde já, irá apurar as informações recebidas através do Jornal Zona Norte e encaminhará à Secretaria Jurídica para que novas orientações sejam dadas,” declarou em nota.

Na última semana, Rodrigues foi exonerado da função de assistente da presidência e nomeado para integrar a equipe do cerimonial da Câmara Municipal, no dia 6 de setembro. O novo cargo tem remuneração bruta de R$ 10.780,00.

Fonte: Jornal Zona Norte Sorocaba