Tags

,

O vereador Rodrigo Manga (DEM) recebeu a confirmação de que a Administração Municipal realizará nova licitação para manter os banheiros químicos em feiras-livres.

Em reunião com a prefeita Jaqueline Coutinho (PDT) no início da noite desta quinta-feira (22), o vereador ainda foi informado sobre a prorrogação do prazo final de utilização do cartão unitário de ônibus, que passará do dia 30 de setembro, para 30 de outubro deste ano.

A reunião ocorreu no gabinete da prefeita e contou ainda com a participação do vereador Vitão do Cachorrão (MDB) e do secretário de Mobilidade e Acessibilidade Luiz Alberto Fioravante, além de um grupo de feirantes e outro de idosos cadastrados pela Urbes – Trânsito e Transportes para revender cartões unitários do sistema público de ônibus.

“Foram duas vitórias conquistadas numa reunião. Tinha feito questionamentos à Prefeitura sobre esses assuntos, via requerimentos, e conseguimos uma resposta antecipada. As discussões, quanto às ações a serem realizadas para atender esses dois públicos, vão continuar”, destaca Manga.

Feiras – Em Sorocaba há 42 feiras-livres cadastras e, em média, quatro ocorrem a cada dia. O contrato para disponibilização de banheiros químicos em feiras venceu no último dia 17 e a prorrogação não foi feita pela Prefeitura, pois a empresa é alvo de investigação pela Polícia Civil e Ministério Público na operação Casa de Papel.

Por esse motivo, será feita nova licitação para prestação de serviços. Enquanto isso, um contrato emergencial será assinado com duração de 30 dias. Outras alternativas também serão estudadas pelo poder público para manutenção desse serviço, como a possibilidade de restaurar os banheiros-trailers anteriormente usados, inclusive, em feiras. Dos Seis equipamentos do tipo, apenas um está em condição de uso e o empecilho seria a municipalidade custear reforma, manutenções periódicas e transporte deles.

Manga sugeriu a possibilidade de a Prefeitura buscar parcerias com a iniciativa privada, sindicatos ou entidades, a fim de viabilizar o serviço. Aliás, o vereador, é autor do projeto que instituiu a Lei criando o Programa Municipal Parceiro da Cidade. A iniciativa visa à promoção de parcerias com a iniciativa privada, a custo zero, para a execução de serviços em diferentes áreas, bem como na revitalização de próprios e áreas públicas.

Bilhete unitário – Na terça-feira à tarde, Manga recebeu na Câmara um grupo de idosos descontentes com a decisão de acabar com o cartão unitário de ônibus, pois ficariam sem o ‘ganha pão’, deles. São cadastrados pela Urbes e autorizados a revender o cartão, recebendo 4% do valor. Porém, a Urbes vai trocar o sistema e o bilhete unitário terá outro formato, impresso na hora e com validade de uma hora após a solicitação.

À noite, reunido com a prefeita, o grupo solicitou apoio do poder público que se comprometeu buscar uma alternativa para assistir os idosos e capacitá-los para exercer uma outra atividade. “A prorrogação do prazo de fim do cartão unitário tradicional, por um mês, dará mais tempo para buscar uma solução para essa questão”, comentou Manga.

Representantes da Urbes, da Câmara e das secretarias de Desenvolvimento Econômico, Trabalho, Turismo e Renda, e de Igualdade e Assistência Social, vão se reunir para discutir o assunto. A data ainda não está definida. Uma possibilidade é cadastrar e capacitar esses idosos para a revenda de bilhetes de Zona Azul, com margem de lucro de 10%.

Anúncios