Tags

A Prefeitura de Sorocaba recebeu da Câmara de Vereadores, na manhã desta quinta-feira, a devolução de R$ 2,5 milhões de recursos que foram economizados do orçamento do Legislativo.

A cerimônia de repasse foi realizada durante a sessão ordinária desta quinta-feira, em que a prefeita Jaqueline Coutinho recebeu o cheque das mãos do presidente da Câmara, o vereador Fernando Dini. A solicitação dos vereadores é para que o valor seja aplicado na área saúde.

Durante a cerimônia, a prefeita Jaqueline Coutinho destacou a importância do ato e da harmonia entre o Executivo e Legislativo em prol da cidade de Sorocaba. A prefeita abordou as dificuldades financeiras pelo qual o Executivo atravessa, diante do início da recessão econômica que afeta o País. Jaqueline Coutinho disse que o déficit orçamentário da Prefeitura, há duas semanas, estava em quase R$ 84 milhões. “Teremos de fechar as contas, mas, ao mesmo tempo, não podemos deixar de honrar nossos compromissos, especialmente quanto à saúde”, afirmou a prefeita.

Lembrou que, por meio de suplementações, já foram gastos na área da saúde cerca de R$ 622 milhões, R$ 51 milhões a mais do que os R$ 571 milhões previstos inicialmente no orçamento.

Gestão e responsabilidade”

A prefeita de Sorocaba, ainda durante a cerimônia, fez um discurso enfático no qual ressaltou que, para minimizar os problemas do déficit orçamentário é necessário “gestão e responsabilidade”. A chefe do Executivo sorocabano explicou aos vereadores que determinou a fiscalização de de todos os serviços terceirizados para ver se aquilo que foi propugnado no contrato está sendo cumprido. Disse ainda que de decidiu rescindir, unilateralmente, um contrato de R$ 12 milhões (R$ 6 milhões por ano) com uma empresa que fazia a logística de medicamentos e insumos e materiais hospitalares, pois, segundo ela, não se tratava de fornecimento de medicamentos, mas logística. Ela ainda determinou o enxugamento em 25% do contrato com a empresa Diretrizes, gestora das UPHs Zona Oeste e Norte.

Recursos Federais

A prefeita de Sorocaba afirmou ainda que solicitou um parecer jurídico para ver se é possível utilizar legalmente cerca de R$ 50 milhões provenientes recursos federais acumulados e que não vinham sendo utilizados desde 2010. “Já solicitei um parecer jurídico para ver se é possível utilizar legalmente esses recursos federais. O que não podemos é deixar a população perecer por já termos gasto na saúde mais do que temos em caixa”, ressaltou.

O presidente da Casa, Fernando Dini, assinou o cheque de R$ 2,5 milhões destinado à Prefeitura e agradeceu a todos os vereadores, auxiliares e servidores da Casa pela economia que possibilitou essa destinação de recursos à saúde. “Quero agradecer a todos os vereadores pelo esforço conjunto no sentido de economizar esses recursos e quero reiterar o nosso pedido para que esse dinheiro seja integralmente aplicado na área de saúde”, disse.

Já o líder do governo, vereador Engenheiro Martinez (PSDB), ressaltou a importância do trabalho conjunto entre Legislativo e Executivo visando minimizar os problemas enfrentados na área da saúde.

Anúncios