Tags

,

O novo sistema de transporte coletivo de Sorocaba, o BRT (transporte rápido por ônibus), irá proporcionar mais qualidade no transporte da cidade. Segue o modelo que atualmente é tendência dentro da mobilidade urbana mundial, sendo a gestão e a operação 100% da iniciativa privada.

Esta concessão foi uma das soluções encontradas pela Prefeitura de Sorocaba, por meio da Secretaria de Mobilidade e Acessibilidade (Semob/Urbes), ao qual permitiu-se este grande investimento na área da mobilidade.

A concessão será pelo período de 20 anos, o que garante a continuidade do serviço independente da administração e, principalmente, trará agilidade nas manutenções. “O prefeito José Crespo deu início a esta grande obra a cargo da iniciativa privada para melhorar o transporte coletivo da nossa cidade com um formato de contrato que é uma tendência em todo Brasil, hoje. Este tipo de parceria é a melhor modelagem, pois desta forma, temos a garantia dos investimentos e da execução do serviço. Vale ressaltar que não é um contrato de obra pública e sim uma concessão, cabendo a Urbes fiscalizar os padrões de qualidade e da prestação de serviços”, explica o secretário de Mobilidade e Acessibilidade, que também é presidente da Urbes, Luiz Alberto Fioravante.

A Concessionária  BRT Sorocaba é uma SPE – Sociedade de Propósito Específico – formada pelas empresas CS Brasil e MobiBrasil, que será responsável pela execução das obras civis do projeto que incluem 68 km de vias.  O sistema foi configurado para atender satisfatoriamente a realidade local, apresentando 16 (dezesseis) km corredores BRT, 03 (três) terminais integrados, 06 (seis) corredores estruturados, 24 (vinte e quatro) km de faixas exclusivas, 28 (vinte e oito) estações BRT, 04 (quatro) estações de integração, 96 (noventa e seis) abrigos e 01 (uma) garagem.

A Concessionária também será responsável pela aquisição de 125 ônibus com Wi-Fi e ar-condicionado. Os corredores BRT serão criados nas Regiões Norte e Oeste da cidade: avenidas Itavuvu, Ipanema e Armando Pannunzio, além de 02 (dois) corredores estruturais de faixas exclusivas nas regiões Sul e Leste da cidade. O investimento total do projeto é de R$ 384 milhões, dos quais R$ 251 milhões da iniciativa privada, R$ 127 milhões vindos do Ministério das Cidades e R$ 6 milhões de contrapartida municipal.

O BRT é um novo conceito de locomoção por ônibus, possui infraestrutura segregada com prioridade de passagem dos ônibus, cobrança da tarifa fora do veículo, tratamento das interseções, otimização semafórica e embarque por plataforma em nível, possibilitando que os ônibus trafeguem rapidamente, com redução de atrasos em congestionamentos, proporcionando conforto, segurança, satisfação e credibilidade. Bem como se tornará um modelo atrativo para ainda mais pessoas.

Além disso, o BRT irá contribuir com a reurbanização da cidade, com calçadas mais agradáveis, além de promover a eficiência energética, reduzindo a emissão de gases poluentes. A Prefeitura, por meio da Semob/Urbes conta  também com o acompanhamento de uma empresa certificadora. O Sistema BRT é uma maneira adequada de oferecer um transporte público de alta qualidade, conveniente para o uso da população, garantindo conforto, segurança e eficiência.

A proposta do sistema também visa maior inclusão social, já que sua infraestrutura é acessível para pessoas portadoras de deficiência, além de redução do impacto ambiental, incentivando a diminuição do transporte individual motorizado pela cidade.

Fonte: Agência Sorocaba de Notícias