Tags

, ,

O ex-secretário de Comunicação do prefeito José Crespo (DEM), Eloy de Oliveira, encaminhou à Polícia Civil e-mails que mostram conversa entre ele, Crespo e a voluntária Tatiane Pólis. O Ipa Online obteve acesso ao conteúdo. Veja abaixo

O documento demonstra o respeito de Crespo a Tatiane, em que a chama de “Dra” (doutora) e V.Exa (Vossa Excelência).

Um dos temas da conversa, ocorrida em meados de 25 de janeiro, trata de visita do prefeito à Escola Municipal Renice Seraphim, no Carandá, que Taty aparentemente cuida diretamente de sua agenda.

Em outra troca de e-mails, este sobre uma entrevista à Rádio Vanguarda, Crespo chama Tatiane de “gestora de campo”. Inclusive, o conteúdo demonstra claramente que uma das funções da voluntária era cuidar diretamente da agenda do democrata, e não somente organizar projetos de cunho popular, como o “Fala Bairro”, ao qual Tatiane afirmou ter realizado, nesta última quarta-feira (17), durante oitiva na CPI do Falso Voluntariado.

Em outro, Tatiane discute com Eloy. Enquanto o ex-secretário orienta a voluntária a não fechar a agenda do prefeito sozinha, pois “trabalham em equipe”, ela rebate e escreve: “não, Eloy, não trabalhamos em equipe não mais, infelizmente”. E reclama, na sequência, de não mais ser convidada para reuniões e eventos ligados à Secom.

Confira:

Já em outra troca de mensagens, de 13 de março, Crespo manda uma mensagem para Carlos Mendonça, Chefe de Gabinete, com cópia para dois assessores, falando sobre um ataque em suas redes sociais. No texto, Crespo menciona que o ataque supostamente teria sido feito por “alguém de [Luis] Navarro [da empresa de publicidade DGentil] quem nos defendia nas redes sociais. Talvez essa pessoa tenha sido desativada”. Ele pede à equipe para reativar a suposta conta e ainda diz que “talvez isto seja ainda mais importante que a publicidade oficial”.

Vale relembrar que no dia 5 de abril, a própria página oficial de Crespo no Facebook foi também alvo de ataque. Na ‘suposta’ invasão a postagem dizia: “eu sei que sou um Prefeito de Bosta. ME DEIXEM EM PAZ. SEUS SOROCABANINHOS (sic)”.

Foto: reprodução/Facebook

Por meio de nota, a Secretaria de Comunicação informou que, ‘a fanpage do prefeito José Crespo, havia sido hackeada’. Ainda na nota, há a informação de que ‘medidas cabíveis já estão sendo tomadas para que o autor seja localizado’. A Prefeitura também divulgou banner com o aviso em suas páginas nas redes sociais.

Depoimento de ex-secretário e pagamento a Taty Pólis

O ex-secretário Eloy de Oliveira fez um depoimento ‘bomba’ no qual revelou esquema de pagamento a Taty Polis de R$ 11 mil por seus serviços como voluntária. O ex-titular da Secom consta como investigado na operação Casa de Papel, que apura esquema de corrupção em contratos da Prefeitura de Sorocaba com empresas que prestam serviço à Administração Municipal.

Quando exercia a função de assessora nível 3, no início do governo, em 2017, seu salário era de R$ 9 mil. Logo após, Tatiane foi designada para a função de diretora de área, com vencimentos próximos a este valor também.

Segundo Eloy à polícia, Taty Pólis recebia por meio da empresa DGentil, por determinação de Crespo, o montante de R$ 11 mil sem registro na carteira.

A princípio, o prefeito havia sugerido o valor de R$ 9 mil, valor também equivalente ao cargo de ‘diretor de área’ porém, a ‘voluntária’ teria pedido para receber R$ 2 mil a mais.

O mesmo depoimento afirma que, desde que pediu exoneração durante o escândalo do diploma falso, em 2017, inclusive com a cassação de Crespo, Tatiane Pólis “nunca se afastou da prefeitura e que a relação de Crespo com Tatiane era bem forte”. Eloy afirma ainda que Tatiane voltou extraoficialmente à prefeitura como voluntária em novembro de 2018.

Fonte: Jornal Ipanema – Sorocaba

Anúncios