Tags

,

O vereador Francisco França (PT) repercutiu, durante sessão desta terça-feira (9), na Câmara, a Operação ‘Casa de Papel’, deflagrada pela Polícia Civil e Gaeco, que mira três secretários do governo José Crespo, além de empresas que têm contrato com a Prefeitura de Sorocaba. Assista abaixo:

No uso da tribuna, França pediu a suspensão de pagamento às empresas e que o prefeito afaste os secretários investigados de seus respectivos cargos até o fim das investigações. Eloy de Oliveira (secretário de Comunicação), Hudson Zuliani (secretário de Licitações) e Werinton Kermes (secretário de Cultura) foram conduzidos, de modo coercitivo, à Delegacia Seccional para prestar depoimento sobre suposto esquema de organização criminosa, desvio de dinheiro e contratos fraudulentos.

No ápice da crítica à operação, França disparou que Crespo é o “chefe da quadrilha no sexto andar”. “Agora vejo a entrevista do prefeito dizendo que não sabe de nada, que se alguém traiu ele, vai para a cadeia. Acho que ele vai junto na cadeia. É impossível que secretários próximos dele, como Zuliani, que sempre foi braço-direito dele, esteja roubando e ele não saiba disso. Ninguém faz uma operação dessas se não tiver indícios muito fortes. Aí vem o chefe da quadrilha do sexto andar vir com a cara deslavada dizer ‘vou mandar prender quem traiu minha confiança’. Não traiu confiança dele, mas a de Sorocaba. Que, no mínimo, afaste seus quadrilheiros até que a polícia apure”, criticou.

França também citou a Twenty, a empresa considerada ‘faz-tudo’ da prefeitura. “A empresa aluga banheiro químico, serve a comida que o prefeito come. É uma expertise muito grande”, ironiza. “Essa empresa tem passado negro em sarapuí, que todo mundo sabe disso”, completa.

Segundo ele, a bancada do PT pede que o Paço suspenda todos os pagamentos até que a situação seja toda resolvida. Além disso, para que não haja votação de projetos do Executivo nenhum projeto que envolva orçamento, criação de cargos entre outros.

O prefeito de Sorocaba, José Crespo (DEM), gravou um vídeo, no final da tarde de segunda-feira (8), e divulgado em suas redes sociais, afirmando que acompanhou a Operação ‘Casa de Papel’, deflagrada pela Polícia Civil e pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), que investiga possíveis atos de corrupção na Prefeitura, afirmando que “não compactua com atos ilícitos”, e que determinou que a Corregedoria Municipal “abra investigação própria” para apurar as denúncias.

Crespo ressalta no vídeo que “continuará trabalhando”, pois “é o maior interessado em descobrir o que quer que tenha acontecido”. Ele disse, ainda, que, se alguém em seu governo fez algo errado “será o primeiro a exonerar todas as pessoas que traíram a sua confiança”.

https://www.facebook.com/plugins/video.php?href=https%3A%2F%2Fwww.facebook.com%2Fprefeituradesorocaba%2Fvideos%2F2354490931464259%2F&show_text=1&width=560

Fonte: Jornal Ipanema

Anúncios