Tags

,

A operação Casa de Papel da Polícia Civil, que investiga desvios de dinheiro na Prefeitura de Sorocaba, cumpre ao todo 16 mandados de busca e apreensão na manhã desta segunda-feira (06).

Os mandados foram cumpridos nas secretarias de Cultura, de Comunicação e Eventos, da Fazenda e de Licitações e Contratos, sendo que as três últimas ficam no Paço Municipal.

Os secretários Werinton Kermes, Eloy de Oliveira, Marcelo Regalado e Hudson Zuliani, titulares das respectivas pastas, foram conduzidos coercitivamente até a Prefeitura para auxiliar na apreensão dos documentos. Segundo os policiais, ninguém foi preso.

Também foram cumpridos mandados de busca e apreensão na casa dos quatro secretários municipais, por volta das 6h. Uma delas ficaria na zona oeste de Sorocaba e outra em Salto. A casa do empresário Felipe Bismara, que mantém contratos com a Prefeitura, também foi visitada por policiais. No local foram apreendidas armas e munições com certificado do Exército.

Informações também indicam que o empresário Neto Bocolon, do jornal Gazeta do Interior, foi levado para prestar depoimento na Delegacia Seccional de Sorocaba. Dezenas de documentos apreendidos estão sendo levados para a unidade da Polícia Civil.

A Polícia Civil ainda não divulgou quais contratos são alvo da investigação. A operação de hoje conta com 60 policiais, além de funcionários do Ministério Público e do Tribunal de Contas do Estado.

Fonte: Jornal Cruzeiro do Sul