Tags

, ,

A Polícia Civil e o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado do Ministério Público (Gaeco) realizam uma megaoperação na manhã desta segunda-feira (8), na Prefeitura de Sorocaba, que apura irregularidades e possíveis crimes de corrupção praticados por alguns agentes públicos, entre eles, secretários municipais e empresários locais.

Na operação batizada de Casa de Papel, a polícia cumpre mandados de busca e apreensão na Prefeitura de Sorocaba e lacrou as secretarias de Comunicação e Eventos, Licitação e Contratos e da Fazenda. Ela também faz buscas na sede da Secretaria da Cultura e nas casas dos secretários municipais Eloy de Oliveira (Comunicação), Hudson Zuliani (Licitações e Contratos) e Werinton Kermes (Cultura e Turismo), e também na do empresário Felipe Bismara. Bismara, proprietário da Twenty, uma das principais licitantes da Prefeitura, também teve mandados cumpridos em sua residência.

No cerne da investigação, estão as relações entre a Prefeitura e a empresa Twenty Eventos, que em seus dois CNPJs atende as pastas em licitações para as mais variadas áreas.

Além da Polícia Civil, a operação conta com promotores do Gaeco e representantes do Tribunal de Contas do Estado.

A operação conta com ao menos 15 delegados e 60 policiais de diversas delegacias, como DIG, Dise e Garra. As secretarias alvo são as de Licitação e Contratos (Selc), Comunicação e Eventos (Secom) e Cultura e Turismo (Secult).

Fonte: Jornal Ipanema

Anúncios