Tags

O desembargador João Batista Martins César, esteve presente no Centro de Referência em Educação (CRE) nesta sexta-feira para ministrar uma palestra sobre o trabalho infantil, parte da exposição itinerante “Um mundo sem trabalho infantil”.

Durante o evento, realizado em parceria da Prefeitura de Sorocaba, por meio da Secretaria de Igualdade e Assistência Social (Sias), com o Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 5ª Região (Campinas), foram abordados os malefícios do trabalho precoce.

“Quando uma criança ou um adolescente começa a trabalhar cedo, ou ele tem um desempenho escolar fraco e ineficiente que vai virar aquilo que a gente chama de analfabeto funcional ou ele abandona a escola, os índices de abandono escolar são enormes e o Brasil tem mais de dois milhões e quinhentas mil crianças e adolescentes nesta contagem”, explica o desembargador referente a situação atual do trabalho infantil no país.

Segundo Francine Menna, gestora de Desenvolvimento Educacional da Secretaria da Educação (Sedu), diretores de escolas estavam presentes, já que a partir destas unidades se dará início um trabalho de erradicação do trabalho infantil em ruas e semáforos, “o brincar e o aprender são inerentes, eles caminham juntos, nós aprendemos brincando também”, comenta.

Foi citado durante a palestra as diferenças salariais que aquele que iniciou cedo no mercado, terá em sua fase adulta, daquele que passou por todas as fases da vida, de maneira adequada. Tendo previsto que a grande maioria viverá de bicos e subemprego, enquanto que aqueles que cursaram o ensino superior, ganharam em torno de uma média de seis mil e quinhentos reais por mês.

Para Angelica Lacerda Cardoso Ribera, coordenadora da Criança, Adolescente e Jovem da Secretaria de Igualdade e Assistência Social (Sias), a importância desta palestra é trazer informações aos munícipes sobre a temática, para que possam refletir sobre a questão, pensando que essas crianças não devem estar em uma situação de trabalho infantil, mas em escolas brincando. “É na escola que o jovem terá a oportunidade, se não esse jovem crescerá e a rua será sua única referência, envelhecendo sem nenhuma oportunidade”, ressalta.

A exposição segue no CRE até dia 22 de março e, posteriormente, no shopping Pátio Cianê a partir do dia 25 de março. O Centro de Referência em Educação (CRE) está localizado na Rua Artur Caldini, 211, Jardim Saira.

Fonte: Agência Sorocaba de Notícias

Anúncios