Tags

As diversas ações implementadas pelo governo do prefeito José Crespo que, desde que assumiu a administração, definiu como prioridade, projetos e iniciativas que visam dar segurança jurídica e celeridade aos trâmites de processos que tratam desde a instalação e ampliação de empresas, até as variadas demandas estimulando assim os prestadores de serviços, indústria e comércio, já surtiram efeito.

Isso porque, pela primeira vez em quatro anos, Sorocaba fechou com saldo positivo na contratação de trabalhadores com carteira assinada. Foi a primeira vez em quatro anos, pois de 2014 a 2017 os números foram negativos. O ano passado terminou com a geração de 2.672 empregos na cidade, resultado de 75.382 contratações e 72.710 demissões.

Antes de 2018, o ano anterior com fechamento de resultado positivo foi 2013. De 2014 a 2017, período da grave crise econômica que afetou o Brasil, os números fecharam no negativo. Nesse período, 2015 terminou com fechamento de 12.504 postos de trabalho em Sorocaba, pior número desde a implantação do Caged em 1992.

O saldo positivo de criação de vagas de emprego nos diversos setores da atividade econômica em Sorocaba é resultado também das diversas ações implementadas pelo governo do prefeito José Crespo que desde que assumiu a administração definiu como prioridade, ações e projetos que visam dar segurança jurídica e celeridade aos trâmites de processos que tratam desde a instalação da empresa até as variadas demandas estimulando assim a indústria, o comércio e prestadores de serviços.

“A administração municipal tem atuado de forma intensa no sentido de proporcionar condições favoráveis a atração de investimentos por parte da iniciativa pricada. Porém, todo esse trabalho também não seria possível se não tivéssemos o apoio da classe empresarial da nossa cidade. Esses empresários não tem medido esforços para manter suas empresas em pleno funcionamento, garantindo não só investimentos para o município, mas também garantindo a manutenção de milhares de famílias que dependem desses empregos”, disse o prefeito.

Perspectivas positivas

Conforme já divulgado pela Agência de Notícias da Secretaria de Comunicação e Eventos (Secom), os investimentos econômicos implementados e anunciados por empresas em Sorocaba, durante a atual administração, superam os R$ 1,547 bilhão e devem gerar até o final de 2019 cerca de 1.845 empregos diretos. São investimentos nos mais variados segmentos, voltados a instalação, ampliação e novas plantas de indústrias e empresas nacionais e multinacionais.

Na indústria, o subsetor automotivo foi o que mais teve investimentos anunciados em Sorocaba nesse período. A Toyota divulgou, em setembro de 2017, que faria um investimento de R$ 1 bilhão na fábrica do grupo em Sorocaba, para a produção do Yaris. A linha de montagem logo teve início e o veículo foi lançado no dia 7 de junho, com a geração de 500 empregos diretos.

Com investimentos de R$ 221 milhões, a primeira unidade no País da NAL, com sede no Japão e que está instalada em Sorocaba atua na produção de faróis e lanternas para atender a demanda das montadoras. Até final de 2019 a expectativa da empresa é gerar 300 empregos. A Prysmian, instalada em Sorocaba, foi responsável por todo o anúncio no subsetor de máquinas, aparelhos e materiais elétricos.

No dia 20 de julho de 2017 a direção da Prysmian Group reuniu-se com o prefeito para anunciar o investimento de mais R$ 18 milhões para a modernização de tecnologia e elevar a produção na unidade do bairro Boa Vista. Dois meses antes, os mesmos executivos haviam assinado o protocolo de intenções para o investimento de R$ 110 milhões na unidade do bairro Éden.

No dia anterior, ou seja, 19 de julho de 2017, outra empresa já havia assinado protocolo de intenções para se instalar em Sorocaba: a Master Martini, anunciou o investimento de R$ 50 milhões, com a geração de 50 empregos. Outra empresa que anunciou investimentos e já está em funcionamento desde maio de 2017 é a REV Brasil, cujo valor investido foi de 12 milhões e 200 empregos.

A Varroc do Brasil tem atividades de fabricação de sistemas de iluminação, em especial lanternas e faróis destinados à indústria automobilística, e vai fazer um investimento de R$ 48 milhões gerando 180 empregos diretos. A empresa de origem holandesa e indiana terá sede na Av. Paraná, no bairro Cajuru, Zona Industrial de Sorocaba.

No dia 5 de abril do ano passado, o prefeito José Crespo assinou com o Grupo Sorocred mais um protocolo de intenções. O grupo vai investir R$ 18 milhões e pretende gerar 800 empregos diretos, além de outros 3 mil indiretos.

Fonte: Agência Sorocaba de Notícias

Anúncios