Tags

O secretário de Mobilidade e Acessibilidade e presidente da Urbes, Luiz Alberto Fioravante, reuniu-se com o Comandante de Policiamento do Interior (CPI/7), Coronel Antônio Valdir Gonçalves Filho, com o Comandante do BPMI 7, major PM Fernando de Agrela e o comandante da Guarda Civil Municipal de Sorocaba (GCM), Marcos Mariano, para tratar de aspectos que envolvem a segurança viária no município de Sorocaba.

Participaram também da reunião, o diretor de Trânsito da Urbes, Carlos Eduardo Paschoini e o Chefe de Divisão da Secretaria de Segurança e Defesa Civil de Sorocaba (Sesdec), Jorge Luís Júnior.

Um primeiro assunto foi o aumento de radares eletrônicos nos limites do município que compõe a muralha eletrônica, tornando-a mais efetiva. Atualmente, os radares e câmeras inteligentes monitorados pela Urbes oferecem cobertura nas divisas da cidade com outros municípios, possibilitando fotografar as placas dos veículos que entram ou saem de Sorocaba, enviando as fotos à central de monitoramento (CCO) e, posteriormente, ao banco de dados do Governo do Estado, repassando novamente à Secretaria de Segurança e Defesa Civil (Sesdec). Através da muralha eletrônica são detectadas infrações de trânsito, veículos furtados, envolvidos em crimes, em rota de fuga, e com documentação irregular.

Fioravante, secretário de Mobilidade, destacou a importância da ação conjunta dos três órgãos. “A população poderá ter a garantia de segurança viária com o estreitamento da parceria da Urbes com a PM e a GCM, oferecendo tecnologia e inteligência no sistema viária de Sorocaba”, conclui.

Outro ponto abordado foi a criação de um convênio entre a Urbes e a Polícia Militar ampliando as competências de cada órgão ao aplicar multas de trânsito. Atualmente o Código Brasileiro de Trânsito (CTB), no artigo 20 ao 25, determina o que cada órgão pode fazer e quais as suas responsabilidades e, possibilita sua ampliação mediante convênios. Em Sorocaba, o poder para fiscalização e autuação das infrações de trânsito é de responsabilidade da Urbes, tendo autoridade para determinar quem realizará esse trabalho além de seus agentes de trânsito.

Atualmente, a Urbes habilita os guardas civis municipais para que juntos aumentem o efetivo nas ruas, colaborando para a ordem e fluidez no trânsito. Com a criação de um convênio entre a Urbes e a Polícia Militar, os policiais militares poderão fiscalizar e autuar as infrações de trânsito e por outro lado, os agentes de trânsito poderão autuar em situações que hoje são permitidas apenas aos policiais, como em casos de irregularidade em documentação do motorista ou do veículo. A proposta é a elaboração de um convênio entre a Urbes com a Secretaria de Segurança do Estado de São Paulo e outro entre a Urbes e o Detran, estendendo-se em seguida para a GCM.

Em seguida, tratou-se da criação de um convênio com a Polícia Militar permitindo que a Urbes e a GCM utilizem o boletim de ocorrência digital (BO) da PM, sistema onde os policiais realizam o registro diretamente em um tablet ou celular, trazendo facilidades e agilidade ao procedimento.

A proposta é disponibilizar a tecnologia do sistema da Polícia Militar aos parceiros para que eles possam utilizar da tecnologia já existente melhorando o monitoramento e a fiscalização de trânsito na cidade de Sorocaba. Esse convênio será fundamental para que possamos firmar essa parceria e então disponibilizar a plataforma de registro aos demais órgãos”, completa o Cel. Antônio Valdir.

Fonte: Agência Sorocaba de Notícias

Anúncios