Tags

,

A Prefeitura de Sorocaba já gastou mais de R$ 70 mil reais nos últimos dois meses e meio com pagamentos de salários ao secretário afastado Marinho Marte e seu assessor Ilzo Lourenço Pereira.

Apesar de ambos terem sido afastados por decisão judicial em 18 de abril, ambos seguem recebendo os salários dos cargos respectivos, apesar da nomeação de Flávio Chaves para a Secretaria de Relações Institucionais e Metropolitanas, a mesma de Marinho, em maio.

Mesmo afastado, Marinho Marte já recebeu R$ 42.003,52 da prefeitura, sem exercer o cargo, com salário mensal de R$ 17.501,48.

Vencimentos de Junho de 2018

Vencimentos de Junho de 2018

Seu assessor, com salário de R$ 13.551,08, já recebeu no período R$ 32.522,50.

Vencimentos de Junho de 2018

Vencimentos de Junho de 2018

Marinho Marte está afastado do cargo em virtude da investigação do Ministério Público pela suposta cobrança de “mensalinho” a assessores de seu mandato de vereador, para cobrir gastos de campanha. O pedido de afastamento dele e do assessor foi feito pelo promotor Orlando Bastos Filho, sob a alegação de que ambos estariam coagindo testemunhas e obstruindo as investigações.

Sobre o pagamento, a Prefeitura de Sorocaba informa que apenas cumpre determinação judicial nos casos envolvendo o secretário Marinho Marte e o funcionário Ilzo Lourenço Pereira.

O Jornal Z Norte questionou a Prefeitura se, pensando na economia, o prefeito José Crespo tentaria convencer o secretário afastado, que também é vereador, a abrir mão dos vencimentos, mas não obteve resposta.

Fonte: Jornal Zona Norte

Anúncios