Tags

, ,

O presidente do PSDB em Sorocaba e ex-secretário de Governo do prefeito Antonio Carlos Pannunzio (2013-2016), João Leandro da Costa Filho, disse, em entrevista ao Ipa Online, que o relatório apresentado pela Corregedoria Geral do Município e protocolado na Câmara Municipal, nesta terça-feira (19), “é mais realista que o Tribunal de Contas do Estado de São Paulo”, que aprovou as contas da gestão anterior do chefe do Executivo.

Segundo o tucano, os valores recebidos do Governo Federal, na gestão Pannunzio, foram da ordem de R$ 6 milhões, e “apenas” 30% desse valor, algo em torno de R$ 1,8 milhão, destinados à agricultura familiar. “De onde tiraram mais de 9 milhões?”, questiona João Leandro.

Para ele, os números apresentados pelo corregedor Junior Rocco “são incompatíveis”. “Ou ele [Rocco] é tendencioso, ou não entende nada de contabilidade pública”, ressalta o ex-secretário de Pannunzio.

João Leandro trata do caso como “político” e diz que tudo é ‘cortina de fumaça’, pois tira o foco do governo, que ele cita, “vai de mal a pior”. “Agora tudo recai em cima do Pannunzio”.

Por fim, o tucano afirma que o ex-secretário de Administração, Roberto Juliano, convocado pela CPI da Merenda e que não compareceu às sessões por duas vezes, aparecerá na audiência de quinta-feira (21), e irá esclarecer tudo o que for questionado pelos vereadores sobre os valores contratuais.

“Além disso, iremos contestar, assim que formos notificados, ponto a ponto os apontamentos feitos no relatório, seja para quem quer que seja, principalmente o Ministério Público”, finaliza João Leandro.

Fonte: Jornal Ipanema