Tags

O vereador Péricles Régis (MDB) quer detalhes sobre o treinamento recebido por funcionários da Prefeitura que oferecem informações à população. Isso porque o vereador recebeu uma denúncia de um morador de Sorocaba que foi orientado por um funcionário de uma das Casas do Cidadão a procurar a ajuda de vereadores na Câmara para obter algum tipo de facilitação na busca por uma vaga em creche para seu filho.

Péricles ressalta que o papel do vereador deve restringir-se em fiscalizar e legislar em prol da coletividade e não para atender aos interesses particulares.

“Num passado próximo, vereadores de Sorocaba chegaram a responder pelo chamado fura-fila da saúde, onde munícipes eram beneficiados por encaminhamentos de vereadores e ganhavam prioridade em filas de procedimentos médicos após serem recebidos por parlamentares.

Essa prática é irregular e uma pessoa não pode ser beneficiada em detrimento de todas as demais. Se alguém está recebendo prioridade, alguém terá que esperar mais”, protesta o vereador. “O critério da fila sempre deve ser a gravidade da condição médica”, avalia.

Péricles afirma que a cultura do “jeitinho”, na maior parte dos casos, parte dos próprios munícipes. “No meu gabinete já recebemos gente pedindo desde próteses, até vagas em escolas ou mesmo dinheiro vivo para o pagamento de dívidas.

Mudar esse conceito do vereador assistencialista que trocava favores por votos lá atrás é uma tarefa diária que deve partir dos parlamentares e todo agente público. Esse conceito do jeitinho tem que ser sepultado”, afirma Péricles. “É por isso que um munícipe receber uma informação de que um vereador pode beneficiá-lo é tão grave se vinda de um agente público municipal”.

Em seu requerimento, Péricles pede que o Executivo faça uma avaliação legal sobre a situação de encaminhamento de munícipes para gabinetes de vereadores na tentativa de intervenções particulares, e também pergunta detalhes sobre o treinamento do servidores municipais. O vereador também pergunta se existem regras pré-determinadas para situações nas quais os servidores da Prefeitura não sabem qual encaminhando dar a uma demanda.

Fonte: Câmara Municipal de Sorocaba

Anúncios