Tags

Apesar da paralisação dos caminhoneiros, que tem resultado na falta de combustíveis em todo o País, e ainda o fato de os ônibus do Transporte Coletivo deixarem de circular na manhã desta quarta-feira (30) em Sorocaba, em razão da adesão do Sindicato dos Rodoviários de Sorocaba e Região ao Dia Nacional de Luta pela redução no preço da gasolina, do diesel e do gás de cozinha, os sorocabanos não deixaram de participar de mais uma edição do Dia do Desafio.

Aulas de dança, ginástica e outras atividades físicas estão sendo realizadas desde às 8h da manhã em todos os Centros Esportivos da cidade, além de parques, como o “Carlos Alberto de Souza”, no Campolim.

Nesta edição Sorocaba enfrenta a cidade cubana de San Luís. No ano passado, Sorocaba venceu a disputa contra o município de San Pedro de Macoris, da República Dominicana. O evento tem como propósito a promoção da integração, saúde e bem estar da população a partir de práticas de atividades físicas e esportivas e deve, conforme a Secretaria de Esportes e Lazer da Prefeitura de Sorocaba, ser um ponto de partida para o aprimoramento e ampliação das atividades esportivas na cidade.

No Parque “Carlos Alberto de Souza”, no Campolim, dezenas de pessoas participaram das atividades promovidas pela Secretaria de Esportes e Lazer. No local os participantes contaram nesta manhã com aula de Zumba e, na sequência um alongamento, ministrado por profissionais do “Projeto Eu”. No Centros Esportivos, como o “Dr. Pitico”, na Vila Angélica, as atividades esportivas, entre as quais ginástica livre, vôlei, basquete e futebol, também acontecem ao longo de todo o dia.

Três anos consecutivos

O município é uma das poucas cidades brasileiras que nunca deixou de participar do evento. No ano passado conseguiu obter o envolvimento de quase 26% da sua população. Em clima de disputa amistosa, o Dia do Desafio, terá a partir desta edição um desafio maior. As cidades irão concorrer por três anos consecutivos contra seus adversários e a escolhida para inaugurar a nova fase contra Sorocaba foi San Luís, em Cuba, terra de grandes campeões olímpicos no vôlei basquete, e atletismo e com grande envolvimento da sua população em atividades esportivas.

O secretário de Esportes e Lazer, Simei Lamarca, destaca que como a disputa ocorrerá por um ciclo de três anos é esperado que as cidades desenvolvam trocas de experiências nas esferas culturais e esportivas, criando possibilidades de integração entre seus atletas e experiências de gestão. Para contabilizar a participação as pessoas deverão realizar pelo menos quinze minutos de atividades físicas, de esporte ou lazer e comunicar o feito à central do evento no Sesc pelo telefone 0800 770-5050.

Breve Histórico – Dia do Desafio

O Dia do Desafio começou por iniciativa do prefeito de uma pequena cidade canadense em 1983. Para combater o frio, que beirava os 20 graus negativos, ele propôs uma ação para movimentar e socializar os habitantes da cidade. As pessoas eram chamadas a realizar atividades físicas ou recreativas por quinze minutos.

No ano posterior uma cidade vizinha foi convidada a participar e surgiu o saudável desafio de avaliar quem conseguia mobilizar mais os seus moradores. Gradativamente mais localidades foram participando ao redor do mundo. A partir do ano 2000 o SESC assumiu a organização do Dia do Desafio e sua realização é de responsabilidade das prefeituras das cidades participantes.

Fonte: Agência Sorocaba de Notícias

Anúncios