Tags

A equipe do prefeito José Crespo busca alternativas para, conforme está previsto em seu Plano de Governo, implantar uma usina de tratamento e disposição final de resíduos. E com esse intuito, Sorocaba participou na manhã desta quarta-feira (7), do evento “Gestão de Resíduos para Cidades Inteligentes – Região Metropolitana de Sorocaba”, com representantes de órgãos do Governo do Estado, na Prefeitura de Itu.

A cidade de Sorocaba é a maior geradora de resíduos domésticos entre as cidades da região e pretende instalar uma usina com capacidade de tratamento que poderá atender a outros municípios da região metropolitana, inclusive com a geração de energia a partir do processamento e tratamento de grandes volume de resíduos.

Em busca de novas informações e intercâmbio de conhecimento, participaram do evento o secretário de Conservação, Serviços Públicos e Obras, Fábio Pilão, o secretário de Relações Institucionais e Metropolitanos, Marinho Marte e, representando a Secretaria de Recursos Hídricos, o assessor técnico do Saae-Sorocaba, Maurício Campanati.

O evento discutiu a Política Nacional de Resíduos Sólidos (lei federal 12.305), que encarrega os municípios de desenvolverem soluções para a coleta, tratamento, reaproveitamento e destinação correta dos resíduos. O desafio para parte das cidades é a falta de recursos financeiros para que cada uma implante a sua própria usina de tratamento.

Participaram do evento, o presidente da Cetesb, Carlos Roberto dos Santos; o assistente executivo da Casa Civil do Governo do Estado de São Paulo, Jesse James; o assessor de Consórcios, Regiões Metropolitanas e Aglomerações da Secretaria Estadual de Meio Ambiente, Luigi Longo; o presidente do Conselho de Desenvolvimento da Região Metropolitana de Sorocaba (RMS) e prefeito de Itu, Guilherme Gazzola; o diretor-presidente da Empresa Paulista de Planejamento Metropolitano (Emplasa), Luiz José Pedretti, além de prefeitos de cidades da região.

Fonte: Agência Sorocaba de Notícias

Anúncios