Tags

,

Uma praça na rua Antonio Piantore, no Jardim São Guilherme, é alvo de reclamações dos moradores. Mato alto, pouca iluminação, buracos e ainda a utilização do local como ponto de venda de drogas são as queixas.

Segundo moradores, que não quiseram se identificar, morar ali é incômodo. “É uma situação bem chata, bem inconveniente. Moro aqui há sete anos e os problemas acontecem desde então”, ressalta um deles.

Este mesmo morador conta que ali ainda há muita insegurança, pois pessoas que ficam paradas no ponto de ônibus da via são assaltadas. “Não passo um mês sem ver um acidente de moto aqui. O pessoal não respeita, aí acontece isso”.

A via da praça, inclusive, segundo os reclamantes, é cheia de buracos, já que no local trafegam veículos pesados constantemente. “A gente põe nas redes sociais, mas não resolve. É inconveniente morar aqui, porque passam muitos veículos pesados, como ônibus e carreta”, afirma um dos reclamantes. Ele afirma ter tentado contato com a Prefeitura pelo telefone 156, mas não foi atendido. “Uma vez precisava trocar uma das lâmpadas do poste, eu liguei na Prefeitura e me pediram para ligar na CPFL. Contatei eles, e me pediram para ligar na Prefeitura. Demorou três para que a lâmpada fosse trocada”, lembra.

Violência

A praça, ainda, estaria sendo utilizada por traficantes para vender drogas, aumentando a insegurança no bairro. Segundo as reclamações, a falta de iluminação do local facilita a ação dos bandidos, inclusive para praticarem assaltos. “O pessoal vai trabalhar de manhã e está escuro, aí acontece isso”, afirma o reclamante.

Questionada, a Prefeitura informou, por meio de nota, que a Guarda Civil Municipal (GCM) “faz constantes patrulhamentos por próprios públicos. As ações serão intensificadas no bairro, de acordo com a disponibilidade de viaturas efetivo”. Já sobre as outras questões, o Paço informou ainda que a Secretaria de Conservação, Serviços Públicos e Obras (Serpo) “vai enviar uma equipe no local para analisar se a necessidade da via é recapeamento ou tapa-buraco, para assim determinar o serviço necessário”. Já a respeito da iluminação, a Serpo informou que “será feita uma revisão no local. Caso haja necessidade de melhoria, será feito um estudo técnico visando à melhoria da iluminação da praça”.

A poda de mato é de responsabilidade da Secretaria de Meio Ambiente, Parques e Jardins (Sema), que informou que “o serviço de roçagem na referida praça já consta na programação e está previsto para ocorrer na segunda quinzena de dezembro”, informa a nota.

Fonte: Jornal Zona Norte

Anúncios