Tags

,

A Prefeitura de Sorocaba, por meio da Divisão de Zoonoses da Secretaria da Saúde (SES), realizou nesta sexta-feira (15), o Dia D de Combate ao Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya.

O “arrastão” com a coleta e remoção em massa de recipientes, atendeu 512 residências dos bairros e retirou 3.620 kg de criadouros em lixos que estavam nas residências. As visitas foram nos bairros Guaíba, Santo André 1 e Parque das Laranjeiras.

Durante o arrastão, duas equipes com oito funcionários da Zoonoses visitaram as residências e orientaram os moradores quanto à importância de combater o mosquito transmissor e eliminar os possíveis criadouros de larvas, como caixa d´água, tambores, reservatórios, vasos de planta de plástico, prato de planta, latas, frascos, plásticos, garrafas, baldes, bandejas, calhas, vasos sanitários, pias, tanques, máquinas de lavar, piscinas desmontáveis, lonas, pneus, bebedouros, entre outros.

No Terminal Santo Antônio, um “mosquitão da dengue” inflável chamou a atenção de quem passou pelo local, além de uma exposição que apresentou exemplos de criadouros do mosquito. Uma equipe da Zoonoses passou orientações à população e também fez a entrega de um material educativo que apresenta orientações sobre possíveis pontos que podem acumular água parada, e também o que fazer quando apresentar sintomas da doença.

De acordo com a agente de vigilância sanitária da Zoonoses, Viviane Santos, é fundamental que a população mantenha os imóveis sem criadouros do Aedes aegypti para evitar as doenças. “É preciso ter consciência cada pessoa precisa fazer sua parte e lembrar que a limpeza é muito importante pois os focos do mosquito não prejudicam só uma pessoa e sim a cidade inteira”, declarou.

Fonte: Agência Sorocaba de Notícias

Anúncios