Tags

,

Após uma visita surpresa na manhã desta sexta-feira (15) nas principais dependências dos hospitais Regional e Leonor Mendes de Barros, no Conjunto Hospitalar de Sorocaba (CHS), que durou cerca de duas horas, o presidente da Câmara, Rodrigo Manga, disse que irá convocar uma sessão extraordinária para discutir a instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), por conta das várias irregularidades constatadas no CHS.

Entre os principais problemas detectados nos dois hospitais estão a falta de insumos, materiais e medicamentos, além de cadeiras do setor de hemodiálise em péssimo estado, falta de vagas para internação, pacientes há mais de um mês aguardando cirurgias, entre outros problemas. Até uma lista com cerca de 91 produtos com estoque zerado foi entregue para os vereadores.

Segundo Manga, a CPI da Saúde, caso seja instalada, irá investigar o descaso do governo estadual em relação ao CHS. Durante a visita dos vereadores, que esperaram cerca de 20 minutos para serem liberados pela segurança, alguns funcionários dos hospitais deram depoimentos e fizeram relatos da falta de materiais como o algodão, utilizado para fazer a assepsia dos pacientes e seringas de 10 ml e 5 ml, entre outros materiais. Além disso, os próprios funcionários disseram que faltam profissionais para trabalhar no CHS, sobretudo técnicos e auxiliares de enfermagem.

Para o presidente da Câmara, o governo estadual “mentiu” ao afirmar que iria fazer a troca das cadeiras usadas pelos pacientes da hemodiálise, pois várias estão com o plástico rasgado. “O secretário estadual da Saúde, David Everson Uip, disse aos vereadores que as cadeiras seriam trocadas nesta semana, mas isso não ocorreu. Então, ele mentiu. Por isso, vamos instaurar uma CPI para investigar o descaso do Estado com o CHS, que está abandonado”, completa.

Estiveram presentes os vereadores Renan Santos, presidente da Comissão de Saúde da Câmara, Rodrigo Manga, presidente da Câmara, Hudson Pessini, Fernanda Garcia, Silvano Jr., Francisco Martinez, Vitão do Cachorrão, Hélio Brasileiro, Fausto Peres e Pastor Apolo. A diretora do CHS, Silvia Moreira, não foi encontrada e uma funcionária do Regional disse que ela está em férias. Segundo Manga, a data da sessão extraordinária será definida após reunião com os vereadores e deverá ocorrer ainda na semana que vem.

Fonte: Jornal Cruzeiro do Sul

Anúncios