Tags

O vereador Rodrigo Manga (DEM) estará reunido com o secretário de Estado da Saúde, David Uip, para cobrar melhorias no atendimento a pacientes renais de Sorocaba e região, sobretudo, voltado àqueles que necessitam de hemodiálise. O encontro será às 11h desta sexta-feira (dia 8), em São Paulo, na sede da Secretaria da Saúde.

Na reunião, Manga estará à frente de uma comissão formada pelos deputados Jefferson Campos (PSD), Rodrigo Moraes (DEM), Carlos Cézar (PSB); o secretário da Saúde de Sorocaba, Admir Watanabe; os vereadores Pastor Apolo (PSB) e Renan Santos (PSOL); o presidente do Conselho Municipal da Saúde, Francisco Valério; além do coordenador de transplantes do Hospital Santa Lucinda e ex-secretário da Saúde de Sorocaba, Francisco Antônio Fernandes; do diretor do Instituto de Hemodiálise de Sorocaba, Jaelson Guilherme Gomes, e de Renato Proença, representante da Associação dos Pacientes Doadores e Transplantados Renais de Sorocaba e Região  (Transdoreso).

Essa comissão foi formada durante reunião realizada após a audiência pública promovida por Manga em 26 de setembro, sobre a prevenção e o tratamento das doenças renais, sobretudo para pacientes que necessitam de hemodiálise. “Pediremos socorro por essa população que precisa de tratamento e que muitas vezes precisar ir para outra cidade a fim de fazer hemodiálise”, destaca Manga.

Com relação ao tratamento renal, foram levantados problemas como o financiamento insuficiente pelo Ministério da Saúde, uma vez que 85% dos pacientes que precisam de hemodiálise são atendidos pelo SUS; a falta de vagas para internação e fila de espera para hemodiálise; irregularidades na distribuição de medicamentos pela Farmácia de Alto Custo, além de falta de treinamento dos médicos da rede básica para diagnóstico precoce e ausência de mapeamento do problema e de centros de transplante.

Em Sorocaba, onde esse tipo de atendimento é de responsabilidade do Governo do Estado, existem cerca de 350 pacientes em tratamento de hemodiálise e outros 70 fora do município. Manga destaca que em Sorocaba já existe a Lei Municipal 10.956, de sua autoria, que declara os pacientes renais como portadores de deficiência e garante assistência diferenciada a esse público.

Fonte: Câmara Municipal de Sorocaba