Tags

Usuário de cão-guia, Jairo Machado fez uso da tribuna para explicar a importância do cão-guia para os deficientes visuais e também defender a aprovação do Projeto de Lei nº 227/2017, de autoria do vereador Hélio Brasileiro (PMDB).

Esse projeto obriga os estabelecimentos comerciais de Sorocaba a fixar cartazes conscientizando a população sobre o direito de pessoas com deficiência visual ingressarem e permanecerem acompanhados de cão-guia em todos os estabelecimentos comerciais do município.

Segundo Jairo Machado, que anda junto com o seu cão-guia – chamado Emmet – há quatro anos, há uma grande dificuldade para se conseguir esse tipo de animal no Brasil. Contou que, quando decidiu ter um cão-guia, teve de recorrer a uma escola de cão-guia da Califórnia, nos Estados Unidos. Segundo ele, no Brasil, havia uma fila de espera de 3 mil pessoas em busca de um cão-guia e a média de entrega de cão-guia, anualmente, é de apenas dez cães.

Jairo Machado observou que já existe a Lei Federal 11.126, de 27 de junho de 2005, que garante à pessoa com deficiência visual o direito de ingressar e permanecer em ambientes de uso coletivo acompanhado de cão-guia. “Mas, infelizmente, essa lei é desconhecida e não é cumprida, por isso é importante aprovarmos essa lei no âmbito de Sorocaba”, afirmou, referindo-se ao projeto de lei de Hélio Brasileiro.

“Para que o cão guia seja entregue ao usuário cego, a gente conta com o trabalho desenvolvido, antes, com chamadas ‘famílias socializadoras’, que acolhem esses cães quando ainda são filhotes e andam com eles em diversos locais, de tal modo que os cães acompanhem toda a sua rotina” – explicou Jairo Machado.

Fonte: Câmara Municipal de Sorocaba

Anúncios