Tags

, ,

O presidente estadual do DEM e secretário de Habitação do governo de Sâo Paulo, Rodrigo Garcia, convocou reunião realizada no sábado (7), em Itu, entre o prefeito José Crespo e o presidente da Câmara, Rodrigo Manga, ambos do DEM, para cobrar um “entrosamento” entre os dois. Quem contou os detalhes da reunião, em entrevista neste domingo (8), foi o próprio Manga.De acordo com Manga, Rodrigo Garcia, que dirigiu a reunião, deixou claro que o “entrosamento” entre Crespo e Manga são necessários para o bem da cidade de Sorocaba e também do partido. Argumentou que, além de os dois políticos sorocabanos serem vinculados ao DEM, ocupam cargos de chefes de dois poderes, Executivo e Legislativo, que são independentes entre si mas precisam atuar em harmonia.

Segundo Manga, Crespo explicou na reunião que vai fazer um novo governo, prometeu diálogo com a Câmara, respeito aos vereadores e disposição de “ouvir mais” – indicação de sintonia com o discurso de posse no seu retorno ao cargo de prefeito na sexta-feira (6).

Por sua vez, também na reunião, Manga disse que dará “governabilidade” ao governo de Crespo: “Não vou ficar atrapalhando.” Isso significa, segundo Manga, que “aquilo que for bom para a cidade, nós vamos aprovar, mesmo sendo propostas do prefeito”.

Manga disse que não fará oposição sistemática ao governo Crespo e deixou claro que nunca foi oposição. Analisando o conteúdo da reunião, acrescentou, referindo-se a ele e ao prefeito: “Inicia-se aí um novo momento pelo bem da cidade, um dá um voto de confiança para o outro.”

O local da reunião em Itu foi o escritório do deputado federal José Olímpio (DEM), que estava presente. Também compareceu o deputado estadual Rodrigo Moraes, do mesmo partido.

Segundo Eloy de Oliveira, que foi secretário de Comunicação e Eventos de Crespo e poderá retornar ao cargo, o prefeito José Crespo busca o entendimento com a Câmara e ficou satisfeito com a disposição do presidente Rodrigo Manga em trabalhar pela governabilidade. Ele afirma que fará reuniões com todos os vereadores, que vai ouvi-los e que será mais próximo do Legislativo.

Fonte: Jornal Cruzeiro do Sul

Anúncios