Tags

,

O ex-prefeito José Crespo (DEM), afastado do cargo desde 24 de agosto depois de sessão extraordinária da Câmara de Sorocaba, polêmica e histórica, apelou também ao Supremo Tribunal Federal (STF) na tentativa de recondução ao cargo. A informação pública é do próprio STF.

Conforme a instituição, representado pelo advogado Ricardo Vita Porto, o processo de José Crespo foi protocolado em 19 de setembro, ou seja, na terça-feira da semana passada. Na mesma data, o processo foi autuado e distribuído pela Seção de Recebimento e Distribuição de Originários para o gabinete da ministra Rosa Weber, que deve relatar o caso.

O processo tem como representado ou reclamado a Câmara Municipal de Sorocaba. O vereador Anselmo Neto (PSDB), que não pôde votar na sessão, o que acabou sendo o ponto crucial para a cassação de Crespo, é citado no processo como interessado. Ambos, ou seja, Anselmo e a Câmara de Sorocaba, não têm advogados constituídos no processo da Suprema Corte.

O processo, que tem como assunto direito administrativo e outras matérias de direito público, trata de afastamento do cargo e cita três processos que tramitam na  justiça paulista, todos sem julgamento do mérito, ou seja, sem decisão final. Até o momento, o processo de Brasília não tem nenhuma petição ou qualquer outro andamento após a distribuição.

Investigado por uma comissão processante criada pela Câmara, Crespo foi cassado por quatorze votos contra seis. Na mesma, em 24 de agosto, foi empossada a vice-prefeita Jaqueline Coutinho (PTB) como a nova prefeita de Sorocaba.

Fonte: Jornal Zona Norte Sorocaba