Tags

,

Em reunião da Comissão de Ética da Câmara Municipal de Sorocaba realizada na tarde desta quinta-feira, 21, os vereadores, em votação unânime, arquivaram a denúncia apresentada pela Corregedoria Geral do Município por conta de desentendimento entre o vereador Péricles Régis (PMDB) e um servidor público na sede do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu).

Participaram da reunião o presidente da comissão, Pastor Apolo (PSB), e os membros José Francisco Martinez (PSDB), Irineu Toledo (PRB), Luis Santos (Pros), Renan Santos (PCdoB), Fernanda Garcia (PSOL), Hudson Pessini (PMDB), Fausto Peres (Podemos) e Wanderley Diogo (PRP).

Na ocasião, Martinez leu o relatório elaborado por ele opinando pela não procedência da denúncia, ressaltando que as supostas ofensas foram alegadas por um terceiro, que não presenciou o fato, e teriam sido praticadas pelo vereador em atividade de fiscalização, portanto sendo observado o princípio da imunidade parlamentar.

O relatório destaca também a comprovação de que Péricles Régis se retratou pessoalmente e publicamente, em uma rede social.

Fonte: Câmara Municipal de Sorocaba

 

Anúncios