Tags

Mais de 800 mil pessoas cometem suicídio anualmente no mundo. Segundo estimativa da Organização Mundial de Saúde (OMS), da ONU, a cada 40 segundos uma pessoa comete suicídio no mundo, o que faz com que o suicídio mate mais do que as guerras e os desastres naturais.

Esses dados foram apresentados pelo representante do CVV (Centro de Valorização da Vida) de Sorocaba, Roberto Carreo, que usou a Tribuna Popular na sessão ordinária desta terça-feira, 5, quando lançou a edição deste ano da Campanha Setembro Amarelo, voltada para a prevenção do suicídio.

“Estima-se que, para cada suicídio concretizado, ocorrem 60 tentativas de suicídio. Por outro lado, outras 278 pessoas conseguem superar as questões gravíssimas que as levaram a pensar em se suicidar”, afirmou Roberto Carreo, mostrando a importância da prevenção. O representante do CVV discorreu sobre a incidência de suicídios entre jovens e idosos, bem como entre determinados grupos sociais específicos, como policiais, homossexuais e membros das Forças Armadas norte-americanas. O Brasil é o oitavo país do mundo em número de suicídios.

Roberto Carreo esclareceu, ainda, que o “Setembro Amarelo” é um evento internacional criado pela Organização Mundial de Saúde com o objetivo de prevenir o suicídio. Segundo os especialistas, a depressão está entre as principais causas de suicídio e o objetivo da campanha é identificar os sinais que indicam uma possível tendência ao suicídio. Com o objetivo de disseminar a campanha, o CVV vai promover, no próximo domingo, 10, o “Piquenique Amarelo”, no Parque Campolim.

O presidente da Casa, vereador Rodrigo Manga (DEM), enfatizou que a Câmara Municipal está participando ativamente do “Setembro Amarelo”, por meio de uma série de ações, começando pela iluminação do prédio na cor amarela, além de mensagem no holerite e inserção da fita amarela no Portal Oficial da Câmara Municipal. Já a vereadora Cíntia de Almeida (PMDB) parabenizou o CVV pelo trabalho de prevenção, enquanto a vereadora Fernanda Garcia (PSOL) chamou a atenção do crescimento do número de suicídio entre as mulheres, observando que a violência sofrida pelas mulheres é uma das possíveis causas desse crescimento.

Fonte: Câmara Municipal de Sorocaba

Anúncios