Tags

A estrutura do Parque Tecnológico de Sorocaba (PTS) tem potencial para abrigar um curso de graduação superior de engenharia nuclear da Marinha do Brasil, e também para contribuir com uma série de pesquisas de interesse dessa força naval.

Tal afirmação foi feita pelo vice-almirante e comandante do 8º Distrito Naval da Marinha do Brasil, Antonio Carlos Soares Guerreiro, na manhã desta terça-feira (8).

Também demonstrou que, independente do curso de graduação, vê a possibilidade de promover pesquisas no PTS para o desenvolvimento de tecnologias que a Marinha do Brasil tem interesse, como acústica submarina e na área de comunicações como, internet, radares e rádios definidos por softwares.

A infraestrutura e principais trabalhos realizados no PTS foram apresentados ao comandante do 8º Distrito Naval e outros oficiais da Marinha do Brasil pela comitiva formada pelos secretários municipais Hudson Zuliani (Gabinete Central), Roberto Freitas (Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Renda), Rodrigo Moreno (Saúde), Alexandre Robim (Licitações e Contratos) e José Augusto de Barros Pupin (Segurança e Defesa Civil), além do assessor especial da Prefeitura de Sorocaba, Maurício Mota; do diretor da Secretaria de Gabinete Central, Fernando Oliveira e o assessor da Secretaria da Segurança e Defesa Civil, Pedro Moron.

O vice-almirante Guerreiro anunciou que a Marinha do Brasil possui interesse de instalar, em parceria com centros universitários, a graduação de engenharia nuclear e Sorocaba tem capacidade instalada, material humano, além de localização próxima do Centro Experimental Aramar, em Iperó. “Vou conversar com o diretor de desenvolvimento nuclear e tecnologia da Marinha do Brasil para fazer o mais rápido possível uma visita ao PTS”, declarou.

O vice-almirante disse que ficou muito bem impressionado com o potencial do PTS pelas incubadoras de empresas, que nele se encontram em atividade. “A Marinha do Brasil tem interesse em desenvolver pesquisas e aqui tem material humano com capacidade. Há bons laboratórios e possibilidades de desenvolvermos projetos em conjunto”, observou o oficial Guerreiro.

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Renda, Roberto Freitas, fez ao comandante do 8º Distrito Naval o convite para que a Marinha do Brasil também se instale no PTS para promover pesquisas, que podem ser apoiadas pela estrutura de profissionais e universidades no PTS. O vice-almirante Guerreiro disse ter a certeza que a capacidade do PTS poderá contribuir em vários projetos.

Fonte: Agência Sorocaba de Notícias

Anúncios