Tags

,

Alvo de protesto de servidores, o chamado rezoneamento, medida que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) pretende colocar em prática ainda este ano, vai resultar na extinção de duas das seis zonas eleitorais de Sorocaba.

O problema é que, ao menos por enquanto, não sabe quais são as unidades e também quantos eleitores terão de ser redistribuídos para outras regiões por conta da mudança.

A definição ficará a cargo do próprio TSE e só será anunciada, segundo previsto, no final da próxima semana. A mudança, aprovada em março pelo plenário do TSE, prevê que cada zona eleitoral terá no mínimo 100 mil e no máximo 200 mil eleitores.

A medida deverá impactar na organização dos serviços, segundo o diretor do cartório da 343ª Zona Eleitoral, João Lima. Ele prevê uma sobrecarga de trabalho para organizar o eleitorado justamente num momento em que é também processada a adoção do sistema de biometria para 2018. Até o momento, conforme Lima, apenas 20% do eleitorado, algo em torno de 93 mil pessoas, já se cadastraram.

O prazo vai até março do ano que vem, mas a Justiça Eleitoral recomenda que aqueles que ainda não regularizaram sua situação que o façam o mais breve possível. O serviço é prestado nos (por enquanto) seis cartórios instalados no fórum do bairro Mangal, no Posto Avançado do shopping Iguatemi Esplanada e na unidade do Poupatempo. Até maio deste ano o colégio local contabilizava 462,6 mil pessoas aptas ao voto.

Fonte: Jornal Cruzeiro do Sul

Anúncios