Tags

O Parque Zoológico Municipal “Quinzinho de Barros” realizou na quarta-feira (02) a comemoração pelo Dia do Mico-leão-dourado. Dezenas de pessoas que foram ao Zoo contaram com uma programação bem especial.

O objetivo era chamar a atenção dos visitantes para a conservação da espécie dos micos-leões-dourados.

Ao entrarem no zoológico, os visitantes encontravam uma placa que os incentivava a desvendar um mistério: tinham que seguir as pegadas de um animal, que conduziam todos ao seu recinto, durante o percurso, algumas placas davam dicas de características do animalzinho em questão. No final da trilha de pegadas, os visitantes se deparavam com o recinto dos micos-leões-dourados, onde puderam assistir o vídeo da campanha “Quanto mais Mico melhor” e saber mais sobre a espécie.

Na tarde da quarta-feira, em comemoração à data, os micos – na verdade duas fêmeas – receberam um “bolo” feito com alimentos que compõem sua dieta no zoo, com beterraba, carambola, laranja e uva.

Segundo o secretário Jessé Loures, a ação do Mico-leão-dourado aconteceu das 9h às 17h, atendeu cerca de 210 visitantes e teve como intuito possibilitar que os visitantes conhecessem mais sobre os micos-leões-dourados e fossem sensibilizados para sua conservação, além de divulgar o importante papel que zoológicos de todo o mundo tiveram na conservação da espécie, pois, se não fosse a reprodução dos micos nestas instituições, é bem possível que a espécie já estivesse extinta.

Muitos não sabem, mas o mico-leão-dourado é um animal muito especial. Existem vários motivos para ele ser considerado assim. Um deles é o fato de que esta espécie (Leontopithecus rosalia), só existe no sudeste do Brasil, mais especificamente na Floresta Atlântica do estado do Rio de Janeiro; outro é que os micos ajudam a manter as florestas vivas, pois espalham na mata as sementes das frutas que comem, fazendo com que novas árvores nasçam.

Apesar de tão importantes, infelizmente os micos-leões-dourados estão ameaçados de não existirem mais na natureza, ou seja, a espécie corre risco de extinção. Com o intuito de fazer com que mais pessoas conheçam e ajudem a conservar os micos, o dia 02 de agosto foi escolhido para comemorar a existência da espécie. Além disso, a Sociedade de Zoológicos e Aquários do Brasil (SZB) criou a Campanha “Quanto mais Mico melhor” e definiu o ano de 2017 como o “Ano do Mico-Leão-Dourado”. 

2017: O Ano do Mico-leão-dourado

Desde 2013, a Sociedade de Zoológicos e Aquários do Brasil (SZB) escolhe anualmente uma espécie da fauna brasileira para homenagear através de campanhas de educação e sensibilização. Através da Campanha “Quanto + Mico Melhor, a SZB e a Associação Mico-Leão-Dourado (AMLD) pretendem ajudar a disseminar o conhecimento sobre a conservação desta espécie. A campanha também pretende mobilizar as pessoas para a proteção dos primatas, muitas vezes vítimas do tráfico ilegal de animais silvestres, e mostrar a importância dos zoológicos para a conservação da natureza, uma vez que estas instituições representam bancos genéticos que podem ser utilizados para ajudar a salvar espécies ameaçadas de extinção (o próprio mico-leão-dourado faz parte de um trabalho reconhecido internacionalmente de reintrodução, na natureza, de animais vindos de zoos de diversos países). Para saber mais sobre os micos-leões-dourados, acesse http://www.micoleao.org.br/

Fonte: Agência Sorocaba de Notícias

Anúncios