Tags

,

O secretário de Gabinete Central da Prefeitura de Sorocaba, Hudson Zuliani, confirmou à CPI do Diploma que o prefeito José Crespo (DEM) disse que a vice-prefeita Jaqueline Coutinho (PTB) deveria “pegar suas coisas e ser vice-prefeita em casa”, durante desentendimento entre eles no dia 23 de junho, numa reunião no Paço Municipal.

Ao longo da sessão, que durou pouco mais de duas horas, nenhum vereador questionou o secretário se houve agressão física de Crespo a Jaqueline naquele dia.

Segundo ele, durante a reunião, Crespo teria pedido a Jaqueline que se retratasse com a assessora Tatiane Polis por ter, numa reunião anterior, dito que a funcionária não deveria se portar como “mulherzinha”. A situação teria ocorrido durante conversa entre ambas, quando Jaqueline estava prefeita em exercício e recebeu uma denúncia anônima de que o diploma de ensino fundamental de Tatiane não era regular.

No seu depoimento, Zuliani disse que, na reunião do dia 23, Jaqueline se recusou a se retratar com a assessora. “Ela (a vice-prefeita) confirmou que usou o termo, manteve, repetiu e disse que não iria se retratar. O prefeito encerrou a reunião e nós discutimos”, disse.

A discussão a que ele se refere é entre o próprio Zuliani e Crespo e teria acontecido porque o secretário queria que a reunião prosseguisse, para que fosse discutida uma eventual investigação a respeito da denúncia contra Tatiane. “Alguns minutos após, voltei à sala do prefeito, conversamos e ele faou que era para prosseguir com a investigação.”

Zuliani também confirmou que Crespo bateu na mesa durante a desavença. “Quem já não bateu na mesa numa discussão de trabalho? A concepção de exaltação é de foro íntimo de cada um”, comentou.

Ao longo de suas respostas, Zuliani também defendeu as ações da corregedoria-geral do município, que investigou os diplomas apresentados por Tatiane Polis.

A vice-prefeita Jaqueline Coutinho acompanhou parte da sessão sozinha, na plateia do plenário da Câmara.

O depoimento do secretário teve início às 11h15 desta sexta-feira na sessão da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do diploma. O secretário esteve acompanhado pelo secretário de Comunicação, Eloy de Oliveira.

Fonte: Jornal Cruzeiro do Sul

Anúncios