Tags

De janeiro a julho deste ano a Secretaria do Meio Ambiente, Parques e Jardins registrou 172 multas por queimadas. Desse total, as equipes que compõem a Patrulha Ambiental da Guarda Civil Municipal (GCM) atenderam 73 ocorrências envolvendo áreas queimadas e 15 flagrantes de queima de resíduos.

Com a estiagem recorrente nesta época do ano em Sorocaba, assim como em toda região metropolitana, a negligência humana é a principal vilã do alto índice de incêndios nas matas e terrenos, causando graves problemas de saúde pública, aumentando vertiginosamente o número de adultos e crianças com problemas respiratórios, danos ao meio ambiente, dizimando a fauna e a flora típica do local, além de prejuízos financeiros ao poder público e particular.

A Patrulha Ambiental é aliada no apoio às demais forças de segurança, no que tange à fiscalização e combate às queimadas, entre outras atribuições. São justamente a Patrulha Ambiental, sob responsabilidade da Secretaria de Segurança e Defesa Civil (Sesdec), e a equipe de Educação Ambiental da Secretaria do Meio Ambiente, Parques e Jardins (Sema), que atuam incansavelmente na proteção do patrimônio público e histórico, além de preservar o Meio Ambiente.

A Patrulha Ambiental exerce suas atividades integradas com os agentes ambientais da Secretaria de Meio Ambiente, realizando o patrulhamento preventivo nas Áreas de Proteção Permanente (APP) de forma a fiscalizar e proteger o meio ambiente em todo território do Município. “A Guarda Civil Municipal tem entre as suas atribuições várias especialidades, entre as quais a ambiental, tendo como objetivos verificar infrações ambientais ocorridas no município de Sorocaba, crimes contra a fauna, flora, entre outros ilícitos nesta esteira, visando sempre um meio ambiente saudável e equilibrado”; ressaltou o secretário da Sesdec, José Augusto de Barros Pupin.

 

Queimada é crime

A Patrulha Ambiental e a equipe de Educação Ambiental intensificam as medidas educativas e preventivas, que orientam a população para que, com pequenas atitudes no dia a dia, as queimadas sejam evitadas, são elas: os fumantes, jamais devem lançar as bitucas de cigarro pela janela do automóvel; a soltura de balões é uma prática ilegal (Art. 42 da Lei de Crimes Ambientais – Lei 9605/98); a limpeza de terrenos não devem ser realizada queimando o material a ser descartado; quanto às pessoas que gostam de acampar, não acendam pequenas fogueiras, pois estas podem tomar dimensões incontroláveis. Com esses pequenos cuidados, a população estará preservando o meio ambiente e evitando acidentes.

Como denunciar

Os munícipes podem contribuir, denunciando as ocorrências pelo telefone 193 (Bombeiros) ou 153 da GCM.  “As ações de Educação Ambiental auxiliam na sensibilização da população e incentivam atitudes de prevenção e cuidados ao Meio Ambiente. A participação dos munícipes é importante no controle e combate as queimadas”; destacou o secretário da Sema, Jessé Loures.

Em parceria com os demais órgãos de segurança do Estado e da União, a GCM tem a atribuição de orientar, notificar, autuar e até mesmo deter as pessoas que forem flagradas cometendo infrações administrativas ou crimes ambientais, e encaminhando os suspeitos à autoridade policial competente, além de apreender os animais, instrumentos, armas, petrechos, equipamentos ou veículos utilizados como meio de operar a infração ou crime ambiental.

Fonte: Agência Sorocaba de Notícias

Anúncios