Tags

,

Mesmo diante das denúncias e do processo que corre na Justiça, a Allsan segue prestando serviços ao Saae até os dias de hoje.

O contrato vigente com o Consórcio Apuração Sorocaba, que inclui a Allsan e a empresa Ercon Engenharia, para o mesmo serviço de leitura de hidrômetros e emissão de contas de água, foi firmado em 2013, na gestão de Antonio Carlos Pannunzio (PSDB). Desde então, o acordo foi prorrogado quatro vezes, a última delas já no governo de José Crespo (DEM), em abril deste ano, com vigência até outubro de 2017. Desde 2013, o Saae pagou mais de R$ 13 milhões ao consórcio pelos serviços.

Por meio de nota, o Saae diz que as prorrogações contratuais obedeceram a lei de licitações, que estabelece a possibilidade de extensão dos acordos até o limite de cinco anos “desde que os preços e condições sejam mais vantajosos.”

A autarquia informa ainda que os valores dos contratos foram reajustados ao longo dos anos em virtude de reposições inflacionárias.

O primeiro acordo de um ano foi celebrado no valor de R$ 2,612 milhões enquanto o mais recente firmado com o mesmo prazo custou à administração R$ 3,199 milhões. A última prorrogação, de seis meses, prevê um pagamento de R$ 1,656 milhão.

Ainda segundo o Saae, uma nova licitação para o serviço está em fase de elaboração com previsão de publicação até o fim de agosto.

Fonte: Jornal Cruzeiro do Sul

Anúncios