Tags

Com a expectativa de público esperado de 30 mil pessoas, em dois dias, os organizadores da 9ª Festa da Colônia Japonesa de Sorocaba comemoraram o sucesso de mais um evento realizado neste fim de semana, no Parque Kasato Maru, no Campolim.

Promovida pelo núcleo local da União Cultural Esportiva Nipo Brasileira (Ucens), com apoio da Prefeitura de Sorocaba, por meio da Secretaria de Cultura e Turismo, e também da Urbes, este ano, participaram da festa 13 entidades beneficentes e mais de 20 barracas como foco na gastronomia, mas também para a venda de produtos da cultura oriental. Cerca de 400 voluntários atuaram no evento.

Para próxima edição, os organizadores já planejam ampliar a festa que completará 10 anos e celebrará os 110 anos da imigração japonesa no Brasil, com a chegada do navio Kasatu Maru no porto de Santos, em 18 de junho.

O evento teve início no sábado, às 12h, com diversas atrações, e a noite foi realizada a cerimônia oficial da festa com a presença do prefeito de Sorocaba, secretários municipais das Secretarias da Cultura e Turismo, Desenvolvimento Econômico Trabalho e Renda, e demais autoridades locais. Também participaram diretores da empresa Toyota do Brasil, da fábrica de Sorocaba.

Em seu discurso o prefeito parabenizou a organização da festa e colocou a Prefeitura sempre como parceira da colônia japonesa. “Podem contar com a gente em todos os sentidos, não apenas em momentos de festa, mas também em outros setores, como o industrial”, comentou.

A Secretaria de Cultura e Turismo de Sorocaba, responsável pela estrutura e segurança do local, também montou um espaço para recepcionar o público com informações turísticas de Sorocaba e região e também com programação e roteiros culturais. “Essa festa é tradicional na cidade e atrai pessoas não só de Sorocaba como de várias cidades da região, e a Secretaria de Cultura e Turismo tem essa responsabilidade em proporcionar não apenas a estrutura, mas também fazer com que o visitante conheça os atrativos turísticos e culturais da nossa cidade”, comentou o secretário da pasta.

Tradição japonesa

Como ocorre em todos os anos, nesta edição, o público pôde experimentar comidas típicas como sushi, sashimi, guioza, tempurá e yakissoba.

Segundo o presidente da Ucens, Roberto Matsushima, além da grande variedade gastronômica, nas barracas as novidades foram duas iguarias da culinária oriental: o takoyaki e o ebiyaki. “São dois bolinhos recheados, respectivamente, com polvo e camarão que aqui no Brasil ainda é pouco conhecido do público”, comentou.

A organização também serviu o yakissoba, um dos pratos mais apreciados da festa, dessa vez em recipiente de plástico para ser levado para casa e reaproveitado. “Evitamos o desperdício e diminuímos significativamente o acúmulo de lixo”, comentou. Outra novidade foi a inclusão social no evento com um profissional intérprete em línguas de sinais.

De acordo ainda com o presidente da Ucens, a edição do próximo deve ser ainda mais incrementada. “O espaço já está ficando pequeno, mas vamos manter o evento aqui em 2018, quando completamos 110 anos da vinda da colônia japonesa; vamos preparar grandes surpresas”, comentou. E agradeceu o apoio da Prefeitura. “Sem esse apoio não conseguiríamos fazer essa festa tão grande para todos”, comentou.

Quem foi à festa teve, também, a oportunidade de conhecer as opções oferecidas no bazar, onde foram vendidos diversos itens como roupas, brinquedos, e DVDs música coreana, incorporando um pouco da cultura de outros países.

A agenda de shows incluiu apresentação de bandas locais e de grupos de taiko, além de dança e de outras manifestações típicas.

Fonte: Agência Sorocaba de Notícias

Anúncios