Tags

Hoje foi a vez da capoeira estrear na 61º edição dos Jogos Regionais. Dividido em duas modalidades clássicas, a capoeira de angola e a regional, atletas de 17 cidades da região fizeram as primeiras atividades entre os esportes marciais.

Jogando no Ginásio da Escola Municipal Luiz Almeida Marins, no bairro Júlio de Mesquita, os capoeiristas constituíram um espetáculo de respeito e dedicação. Chamou a atenção o carinho de todos ao mestre Jaime Balbino, uma das maiores expressões da capoeira de angola no Brasil.

Formado pelo mestre Pedro Feitosa, outra figura mítica da capoeira, mestre Jaime sempre foi uma figura muita querida e respeitada pela simplicidade e respeito aos alunos.

“Na minha época, levei dez anos para me formar, e levei a rigidez e paciência que guiou a minha formação para os meus alunos. Não há pressa em formar um aluno, mas ele tem que ser completo, tocar, fazer seu instrumento, trançar o cordel, jogar angola e regional”, disse Jaime, acompanhando as competições e apontando características de cada um dos atletas.

Além dos alunos, outros instrutores e mestres procuraram Jaime para abraça-lo; lá estavam Jeová – antigo companheiro de treinos no então Grupo Cativeiro – e Franja, capoeirista hoje radicado no México.

Favorita, Sorocaba apresentou uma equipe muito forte, assim como Araçoiaba da Serra – com destaque ao time feminino-, e Itapetininga. Os resultados seriam divulgados ao final da tarde desta quinta (13). Entre as artes marciais, a próxima competição, será a tae-kwon-do.

Fonte: Agência Sorocaba de Notícias

Anúncios