Tags

Sorocaba viveu neste domingo (09) mais um momento de demonstração de fé e de reafirmação de uma tradição, que se perpetua há mais de cem anos, com a realização da 118ª edição da romaria de Aparecidinha, evento promovido e organizado pela Arquidiocese de Sorocaba, com o apoio da Prefeitura de Sorocaba, por meio das Secretarias de Segurança e Defesa Civil; Conservação, Serviços Públicos e Obras; Saúde; Cultura e Turismo; Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) e Urbes – Trânsito e Transportes.

O evento, que marca o retorno da imagem de Nossa Senhora Aparecida ao seu local de origem, visto que em 1º de janeiro foi levada do Santuário de Aparecidinha à Catedral Metropolitana de Nossa Senhora da Ponte – a exemplo do que ocorre desde 1899 -, contou com a participação de milhares de fiéis e devotos, entre eles o prefeito José Crespo, que esteve acompanhado da primeira-dama e presidente do Fundo Social de Solidariedade, Lilian Crespo.

A romaria, com o andor levando a imagem da santa à frente, teve início às 6h, logo após missa rezada na Catedral pelo arcebispo dom Julio Endi Akamine, e seguiu o seu trajeto tradicional, incluindo a rua 15 de Novembro, avenida São Paulo, rua Padre Madureira, avenida Engenheiro Carlos Reinaldo Mendes e avenida 3 de Março, até chegar ao novo santuário de Aparecidinha, onde ocorreu a missa campal, novamente celebrada por dom Julio Akamine, que está comemorando seis anos de ordenação episcopal.

Transporte de volta funcionou normalmente

Depois de notificar o Sindicato dos Rodoviários de Sorocaba e Região na última sexta-feira (07), e não obter resposta, no sentindo de um posicionamento sobre o atendimento ou não à romaria de Aparecidinha em meio à greve que se prolonga há vários dias, a Prefeitura de Sorocaba, por meio da Urbes – Trânsito e Transportes, se mobilizou para fazer o atendimento aos munícipes que participaram do evento e precisavam voltar aos seus bairros de origem.

Neste atendimento, seria colocado o mesmo número de ônibus programados para o transporte dos romeiros, com o devidamente acompanhamento da PM e da GCM. Como a tabela programada pela Urbes para a Romaria de Aparecidinha foi cumprida pelo sindicato, o esquema especial não precisou ser realizado, mas foi mantido até o final do evento.

Fonte: Agência Sorocaba de Notícias

Anúncios