Tags

A vereadora Fernanda Garcia (PSOL), presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga o prefeito José Crespo (DEM) por crime de prevaricação, tem provas que o colégio Cobra, do Rio de Janeiro, não tem e não teve polo presencial em Sorocaba.

Foi nessa escola que a assessora do prefeito diz que fez à distância o Ensino Fundamental II e o Ensino Médio. Segundo a defesa da assessora ela teria frequentado aulas presenciais em um polo na cidade de Sorocaba.

A pesquisa realizada pela presidente da CPI na Junta Comercial do Estado de São Paulo constatou que o Colégio Cobra nunca teve e não tem inscrição de polo presencial na cidade de Sorocaba, indicando que não corresponde com a realidade a informação de que a assessora do prefeito tinha frequentado aulas presenciais no polo presencial do colégio cobra em Sorocaba.

Além disso,  a presidente da CPI recebeu documentos do Conselho Estadual de Educação do Rio de Janeiro (CEE/RJ) que proíbe o colégio de fazer ensino à distância fora do estado do Rio de Janeiro.

Essas informações, reforçam os indícios que há problemas gravíssimos na nomeação da assessora em questão e nas decisões administrativas da prefeitura em relação ao caso.

Fonte: Câmara Municipal de Sorocaba

Anúncios