Tags

,

O prefeito de Sorocaba, José Crespo (DEM), exonerou um servidor comissionado, lotado na Secretaria de Planejamento, indicado pela vice-prefeita, Jaqueline Coutinho (PTB), informação que ela confirmou ontem.

Isso aconteceu pouco antes de ela prestar depoimento ao Ministério Público, que apura suposta irregularidade em diploma de uma servidora, assim como os desentendimentos ocorridos no gabinete do prefeito no dia 23 de junho.

Já o presidente da Câmara, Rodrigo Manga (DEM) também confirmou que ao menos dois apadrinhados por ele para ocupar cargos comissionados na Prefeitura teriam sido exonerados. Porém, disse querer acreditar que o motivo não seria retaliação.

Questionada se houve retaliação por parte de Crespo, a vice disse não saber o motivo da exoneração de seu indicado, que segundo ela tinha todas as qualificações para o cargo. “Tratou-se de retaliação ou não?”, questionou, em tom de desabafo. Já a Prefeitura negou o fato envolvendo o indicado pela vice.

O presidente da Câmara, Rodrigo Manga, durante entrevista à rádio Ipanema FM, procurou evitar comentar o fato de Crespo não ter concedido oportunidade a ele de discursar na abertura oficial da Festa Junina Beneficente de Sorocaba, na quinta-feira passada. Perguntado se acredita que isso teria sido um ato de retaliação, Manga, apesar de econômico com as palavras, afirmou que sim.

Fonte: Jornal Cruzeiro Do Sul

Anúncios