Tags

Como parte do processo permanente de monitoramento e ampliação da qualidade da rede de saúde de Sorocaba, a Secretaria Municipal da Saúde realizará neste mês de julho a avaliação das Unidades Básicas de Saúde.

Para isso, Sorocaba aderiu ao Sistema de Avaliação e Monitoramento de Serviços de Atenção Básica (QualiAB) criado pelo Departamento de Saúde Pública da Faculdade de Medicina da Unesp de Botucatu, um programa que existe desde 2007 e está em sua segunda temporada, desta vez com apoio da Secretaria de Estado da Saúde.

Para apresentar o sistema aos coordenadores e responsáveis técnicos das unidades que participarão do programa em Sorocaba, uma das idealizadoras do sistema esteve na Prefeitura nesta quinta-feira (29). A médica sanitarista Elen Rose Ladeiro Castanheira, que atua no campo de pesquisa da avaliação de serviços, explicou que o sistema é totalmente eletrônio e autoaplicável e tem como um dos destaques a resposta imediata ao gestor. “Tanto a unidade receberá imediatamente a sua avaliação, quando o gestor municipal pode fazer esse acompanhamento em cada unidade e consolidado da rede”, salientou.

A proposta é que todas as unidades respondam ao questionário eletrônico QualiAB até dia 31 de julho, submetendo as respostas aos padrões do sistema que são baseados nos princípios e diretrizes do SUS. Esta atividade vai gerar notas de desempenho para os serviços avaliados.

“Com a resposta rápida, consideramos o sistema um importante instrumento para a identificação de pontos positivos e negativos do serviço, bem como uma ferramenta válida para o planejamento e para a mudança”, salientou a médica.

Além da avaliação, com atribuição de notas, Elen Castanheira, explica que o sistema oferece recomendações aos gestores que podem continuar acessando e dando continuidade ao trabalho.

O QualiAB é um programa gratuito para o município e não está atrelado a programas públicos ou destinação de recursos como outros existentes. Segundo a idealizadora, atualmente não há prazo para o questionário ser reaplicado, mas existe a intenção de torná-lo um instrumento periódico ou até permanente de avaliação, o que está em fase de estudo.

A abertura da reunião com os gestores das UBSs foi feira pela gestora da Área de Atenção Básica, a enfermeira Fernanda Coradini Carlos. Em sua apresentação, ela destacou a parceria com a Área de Educação Permanente da SES e a importância do encontro para conhecer mais um importante mecanismo de melhoria e esclarecer dúvidas antes de fazer a autoavaliação. Segundo Fernanda, a adesão não é obrigatória, mas é uma oportunidade a ser aproveitada: “Que possamos usar os olhos de gestor neste processo visando à melhoria e a qualidade dos serviços para a rede e principalmente para o usuário”, comentou.

Fonte: Agência Sorocaba de Notícias

Anúncios