Tags

,

O prefeito de Sorocaba, José Crespo (DEM), minimizou na manhã desta terça-feira (27) a polêmica envolvendo a vice-prefeita, Jaqueline Coutinho, mas não explicou o que aconteceu na reunião que teve com ela, a assessora Tatiane Polis e o secretário de Gabinete Central, Hudson Zuliani na última sexta-feira. Em entrevista à rádio Ipanema (FM 91,1),

Crespo disse que o assunto deveria ser esquecido pois a denúncia envolvendo a falta de diploma de ensino fundamental da assessora em questão já estava esclarecida pela Corregedoria do município e se trata de “intrigas de pessoas que querem desestabilizar o governo”.

Questionado pelos jornalistas da rádio, que lembraram que Jaqueline citou um momento em que ele empurra sua mão após a dicussão, o prefeito se esquivou e se limitou a dizer apenas que não se lembrava do que ocorreu na reunião. “A própria Jaqueline disse que não houve agressão e obstrução para se investigar o caso do diploma”, afirmou. Crespo disse ainda que a nota oficial da Prefeitura, divulgada na noite de ontem, foi assinada também pela vice-prefeita e é uma prova de que o assunto está resolvido. “Eu estava trabalhando e não tive tempo de olhar as redes sociais”, disse em menção à publicação de Jaqueline, na qual ela reafirma que não voltará atrás na denúncia.

A nota em questão foi divulgada após mais de 24 horas de silêncio do governo sobre a polêmica. O texto diz que os envolvidos decidiram estabelecer a conciliação, “em nome da população de Sorocaba, para quem este governo trabalha”.A versão, porém, contradiz a descrição feita pela vice-prefeita em entrevistas sobre o caso. Ontem mesmo, o teor da nota foi desmentido parcialmente pela vice-prefeita, em postagem em sua página pessoal no Facebook.

Por volta das 22h20, Jaqueline escreveu que a nota oficial de Crespo “se refere à contingência político-administrativa, objetivando a governabilidade e o bem da cidade de Sorocaba e sua população.”

Em letras maiúsculas, entretanto, ela acrescentou: “Não retiro absolutamente nada do que foi por mim dito em entrevistas concernentes ao episódio em questão, não volto atrás em minhas posturas, porque só existe uma verdade. Quando instada a me manifestar formalmente em instâncias oficiais, reafirmarei, convalidarei integralmente o que já relatei.”

Fonte: Jornal Cruzeiro do Sul

Anúncios