Tags

, ,

O prefeito José Crespo (DEM) será investigado por uma comissão da Câmara de Sorocaba num processo que pode resultar na sua cassação.

Por 12 votos a oito, os vereadores acataram o pedido de abertura da investigação dos fatos envolvendo o desentendimento entre o chefe do Executivo e sua vice.

Opedido de investigação partiu do vereador Renan Santos, por meio do chefe de gabinete dele Helder Abud Paranhos.

Após muitos desentendimentos e contradições, os vereadores identificaram que o resultado da votação seria suficiente para a instauração do processo. A princípio, acreditava-se que seriam necessários dois terços dos votos dos 20 vereadores da Casa, ou seja, 14.

A comissão processante teve sorteados como membros os vereadores Fausto Peres (Podemos), que será o presidente, Vitão do Cachorrão (PMDB) e Silvano Jr. (PV). e terá o prazo de 90 dias (prorrogáveis por mais 90) para conduzir a investigação. O afastamento do prefeito, que era uma hipótese cogitada inicialmente, não ocorrerá, conforme anunciado por Peres.

Votaram contra a abertura da investigação de Crespo os vereadores Fernando Dini (PMDB), Irineu Toledo (PRB), João Donizeti (PSDB), José Francisco Martinez (PSDB), JP Miranda (PSDB), Luis Santos (Pros), Pastor Apolo (PSB) e Rafael Militão (PMDB). CPI

Foi protocolado na Câmara também um pedido para abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar a possível inexistência do diploma da funcionária Tati Polis, assessora do prefeito José Crespo. O pedido de abertura da CPI recebeu 12 assinaturas. O mínimo para início do procedimento seriam7 assinaturas.

Fonte: Jornal Cruzeiro do Sul

Anúncios