Tags

,

O contrato entre a Prefeitura de Sorocaba e a Associação Beneficente Ebenézer, que irá realizar um mutirão de consultas e exames pela rede pública, prevê que o pagamento seja equivalente aos serviços efetivamente prestados.

O acordo estabelece um teto de até R$ 8,6 milhões pelo convênio, com valor estimado de R$ 1,4 milhão a serem pagos por mês. As parcelas do pagamento, porém, atenderão a um parâmetro de execução mensal da demanda reprimida.

Ou seja, para receber o valor integral, a entidade terá de atender acima de 95% da capacidade para o mês.

Caso o cumprimento dos serviços se mantenha entre 85% a 94%, a parcela recebida será equivalente a 90% do valor, podendo ser menor caso o índice de cumprimento dos serviços seja inferior.

Atualmente, a Secretaria da Saúde estima uma fila de espera na rede pública de 50 mil consultas e 20 mil exames.

A estrutura montada para o mutirão prevê a realização de até 5 mil atendimentos mensais. Além disso, os demais dispositivos da rede seguem prestando atendimento.

O contrato celebrado com a Associação Ebenézer, que deixa em aberto a possibilidade de renovação para a continuidade do programa intitulado “Saúde em Dia”, compreende a instalação de três módulos para atendimento, mas a princípio, apenas a unidade do Jardim São Guilherme será efetivada.

A previsão é de que a inauguração ocorra no início de julho, com atendimento de segunda a sexta-feira das 8h às 17h e aos sábados das 8h às 12h.

Fonte: Jornal Cruzeiro do Sul de Sorocaba

Anúncios