Tags

,

A Câmara de Sorocaba deverá exonerar 21 assessores, que atuam nos gabinetes dos vereadores e da presidência e, com isso, cada parlamentar deverá voltar a contar com cinco servidores comissionados, a exemplo do que ocorria até 30 de junho de 2011, quando a figura do sexto assessor foi aprovada, em meio a muita polêmica.

A decisão foi tomada na tarde de ontem, durante reunião entre os integrantes da Mesa Diretora, segundo apurado pela coluna Informação Livre e confirmada pelo presidente da Casa, Rodrigo Manga (DEM).

Essa medida deverá ser votada dentro do projeto de reforma administrativa em sessões extraordinárias no dia 13 de julho, último dia antes do recesso parlamentar.

De acordo com Rodrigo Manga, uma reunião com todos os vereadores deverá ser realizada nos próximos dias e mesmo que haja rejeição por parte de alguns a medida será tomada, informou.

Segundo ele, a redução do número de servidores deverá gerar uma economia de R$ 2 milhões por ano aos cofres públicos. Vale destacar que o Tribunal de Contas do Estado (TCE) recomendou, no início do ano, a exoneração de servidores comissionados que não têm nível superior completo.

Fonte: Jornal Cruzeiro de Sorocaba

Anúncios