Tags

A Urbes – Trânsito e Transportes informa que o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Sorocaba e Região decidiu novamente, nesta quarta-feira (21), recolher ônibus do transporte coletivo, sob a mesma alegação de algum tipo de problema elétrico ou mecânico alegado na terça-feira (20).

A ação ocorreu principalmente após às 15h. Para evitar transtornos ao usuário, a Urbes remanejou veículos, mas, mesmo assim, podem ocorrer atrasos em algumas linhas de ônibus.

De acordo com a Urbes, por volta de 17h, 32 veículos de 26 linhas tinham sido recolhidos nas garagens. As empresas concessionárias Consor e STU foram acionadas para verificar e, se constatado algum problema, providenciar a manutenção. As linhas mais prejudicadas foram Vitória Régia e Júlio de Mesquita Filho.

Para a Urbes, uma ação como esta, comandada pelo sindicato, causa estranheza, já que consertos usuais ocorrem no final da jornada de trabalho, para que justamente não provoquem problemas ao usuário do sistema.

A frota de ônibus do Transporte Coletivo passa por manutenção constante e rotineira. A Urbes salienta que, além de ser notificada, a empresa está sujeita à aplicação de penalidades quando constatado que um ônibus opera com algum problema mecânico ou elétrico ou até mesmo com problema em algum tipo de acessório, como o elevador, por exemplo.

Na última terça-feira (20), às 16h38, o sindicato recolheu 38 ônibus do transporte coletivo. Em decorrência desta ação deliberada, houve atrasos em 27 linhas de ônibus, principalmente Cajuru, Vitória Régia, Carandá, Itavuvu, Angélica/Botucatu e Nova Esperança, e por isso foi necessário fazer um remanejamento do sistema. Um dos transtornos ocorreu com alunos da Escola Estadual “Jordina Amaral de Arruda”, que aguardavam o ônibus da linha Carandá, às 18h30, e só conseguiram fazer a viagem às 20h10. A situação foi normalizada após as 21h.

Fonte: Agência Sorocaba de Notícias

Anúncios