Tags

A Prefeitura de Sorocaba, por meio da Urbes – Trânsito e Transportes e da Guarda Civil Municipal (GCM), e a Polícia Militar (PM) vão intensificar a fiscalização no combate à venda clandestina de cartões da Zona Azul e coibir a atuação dos guardadores de carro no Centro de Sorocaba.

O cartão de 1 hora é vendido a R$ 0,50 e o de 2 horas a R$ 0,70. A relação dos postos de venda autorizados pode ser conferida no site: https://www.urbes.com.br/zona-azul-postos-venda.

De acordo com a Urbes, não é permitido a comercialização de talões da Zona Azul por pessoas nas ruas cidade, apenas em estabelecimentos comerciais devidamente credenciados. As pessoas que estiverem comercializando irregularmente os talões da Zona Azul serão abordados e terão apreendido todo o material.

A ação é baseada no que determina a lei municipal nº 5.320, de 24 de dezembro de 1996, que proíbe a comercialização de cartões da Zona Azul por pessoas não credenciadas. Já os guardadores de carros serão abordados e orientados para que deixem o local em razão do exercício ilegal da profissão.

A orientação é que os condutores adquiriram os cartões das vagas rotativas apenas nos pontos de venda autorizados e, se possível, com antecedência.

O cidadão que se sinta prejudicado de alguma forma deve colaborar e denunciar qualquer um dos casos pelos telefones 156 (prefeitura), 199 (GCM) ou 118 (Urbes), para que se possa tomar as medidas necessárias.

Fonte: Agência Sorocaba de Notícias

Anúncios