Tags

A Prefeitura de Sorocaba, por meio da Urbes – Trânsito e Transportes, realizou na tarde desta quinta-feira (8) mais uma ação educativa do Programa de Trânsito “Faixa Viva”. Desta vez, o trabalho da equipe de Educação para o Trânsito ocorreu na faixa de pedestre da rua Padre Luiz, bem próximo ao Mercado Municipal, no Centro. Em 1h30 de atividade, 280 pessoas foram abordadas.

O objetivo da Urbes foi de conscientizar a população sobre o respeito a todas as faixas de pedestres. Lançado como programa em maio deste ano, o “Faixa Viva” tem como objetivo educar as pessoas para que adotem novas posturas no trânsito e o pedestre seja priorizado em sua travessia, garantindo a sua segurança e evitando atropelamento nas vias da cidade.

Durante a atividade educativa, a equipe conversou com motoristas e pedestres que circularam pelo local, abordando a importância do respeito às faixas de segurança das vias, dando prioridade ao pedestre. Um material informativo também foi entregue à população.

Além de uma bate-papo com os pedestres, os educadores da Urbes orientaram como deve ser feita a travessia. O pedestre deve obedecer à sinalização de trânsito específica e somente andar na faixa própria.

Para a travessia em faixa sem semáforo, o pedestre, ainda na calçada, deve estender o braço com a palma da mão, e só atravessar quando os carros pararem. No semáforo, ele deve esperar até que o sinal feche para os carros.

Já os condutores devem reduzir a velocidade do veículo ao avistarem uma faixa de pedestre e, quando houver um pedestre indicando querer atravessar, parar o veículo para que ele atravesse com tranquilidade e segurança.

Os motoristas também receberam a informação que a partir de 1º de julho, os agentes de trânsito da Urbes vão intensificar a fiscalização. Segundo o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), deixar de dar preferência de passagem a pedestre e a veículo não motorizado é infração gravíssima, com multa de R$ 293,47 e sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Já parar sobre faixa destinada a pedestres, a infração é leve, com multa de R$ 88,38 e 3 pontos na CNH.

Trabalho educativo é fundamental

A analista de crédito Heloísa Mitie, moradora de Campinas, está em Sorocaba há alguns dias a trabalho, e considera este trabalho educativo fundamental. “É interessante este trabalho ser feito aqui, principalmente num local movimentado como o Centro. Ontem demorei alguns minutos para conseguir atravessar uma faixa de pedestre nesta região. E mesmo em faixa de pedestre com semáforo é complicado. Ontem uma motorista passou no sinal vermelho”, contou.

Segundo ela, em outras cidades do Brasil já existe esta prática do respeito à faixa de pedestre e ela também pode ser implantada em Sorocaba. “Já visitei Brasília, Caraguatatuba e outras cidades do litoral e isso já ocorre. É uma maravilha. Como motorista, procuro parar na faixa de pedestre, acho que isto até educa outros motoristas”, concluiu.

Mais ações até sábado

Na sexta-feira (9), das 9h às 10h, haverá a mesma abordagem com os motoristas, mas desta vez será na faixa de pedestre da Praça Dr. Ferreira Braga, no Centro.

Também na sexta-feira, das 15h às 19h, um grupo de mímicos vai atuar na faixa da rua Souza Pereira, na altura do número 166, no Centro. De forma lúdica, os arte-educadores vão conscientizar a população sobre a importância de se utilizar a faixa de segurança para a travessia. Sem pronunciar uma só palavra, eles direcionam pedestres para a faixa, ensiná-los a fazer o sinal com a mão e agradecer os motoristas que esperarem os pedestres atravessarem. Um material informativo também será entregue às pessoas.

Para finalizar a programação desta semana, no sábado, das 9h às 12h, os mímicos vão promover a atividade na rua Monsenhor João Soares, 334, em frente à Praça Dr. Ferreira Braga, no Centro.

Fonte: Agência Sorocaba de Notícias

Anúncios