Tags

Agenda Cultural dos dias 07 à 11 de junho, com a programação dos eventos promovidos pela Secretaria de Cultura e Turismo de Sorocaba, também realizados com algumas parcerias.

Dia 07/06

Exposição de desenhos – Sergio Augusto

Horário: 8h às 17h

Local: Biblioteca Infantil de Sorocaba – Rua da Penha, 673

Descrição: Até o dia 09/06, são cinquenta trabalhos de desenhos de construção geométrica utilizando a técnica de guache e caneta sobre papel, que se destacam pelo colorido intenso, que atraem por suas infinitas possibilidades. Desde que se aposentou, Sergio tem na produção de seus trabalhos uma nova dimensão de vida.

Entrada: Gratuita

 

“Lamento da Mula”

Horário: 20h

Local: Uniso Trujilo – Av. General Osório, 215

Entrada: Gratuita

Descrição: Escrita por Anrique da Mota, por volta de 1492, a peça retrata o povo português, que nessa época tinha o seu país assolado pela guerra e por invasores, através da peregrinação de uma mula e seus donos pela romaria de Bombarral à Nazaré. Desta maneira, o espetáculo apresenta a fictícia Cia. Theatral C’ũa Quarta Dũa Quarta de Farelos, composta por cinco atores, que vem para Sorocaba apresentar o desfecho dos personagens como forma de intercâmbio cultural. As encenações promovem a discussão da gestão recursos públicos, em frente a igrejas e praças históricas da cidade, como a Catedral de Sorocaba e o Largo do Divino, cujo espaço representa a tradição das rotas de tropeiros e feiras de moares. A peça faz parte do Festival de Teatro Quatro ao Quadrado, projeto contemplado pela Lei de Incentivo à Cultura (LINC).

 

“Lygia Fagundes Telles”

Horário: 19h

Local: Biblioteca Municipal de Sorocaba – Rua Ministro Coqueijo Costa, 180 – Alto da Boa Vista

Entrada: Gratuita

Descrição: Documentário retrata a vida de Lygia Fagundes Telles, escritora brasileira, de 92 anos, que recebeu vários prêmios ao longo da carreira, tais como o Camões (2005), e o Jabuti (1966, 1974 e 2001). Ela tem obras traduzidas para o alemão, espanhol, francês, inglês, italiano, polonês, sueco, tcheco, português de Portugal, além de adaptações de suas obras para o cinema, teatro e TV. Lygia fundou a UBE e faz parte do Conselho Diretor da instituição.

 

Espetáculo “O Cortiço”

Horário: 19h30

Local: Teatro Municipal Teotônio Vilela – Av. Eng. Carlos Reinaldo Mendes, Alto da Boa Vista

Entrada: Inteira R$100/ Meia R$50

Classificação Etária: 14 anos

Descrição: O cortiço, de Aluísio de Azevedo, é uma obra obrigatória nos vestibulares de diversas universidades como a USP e UNICAMP 2018. A história adaptada e dirigida por Ricardo Tejada, da Brevíssima Produções, se passa em meados do século XIX, no Rio de Janeiro, quando o português João Romão inicia a construção de uma estalagem em um terreno baldio. Como em um viveiro de larvas, os moradores se multiplicam e o cortiço cresce rápido e desordenadamente, tornando-se um organismo onde habitam brasileiros e portugueses, negros e brancos. Essa realidade marginal contrasta com a mansão vizinha, de um rico barão. As tensões culturais e conflitos que compõem a trama surgem em consequência da diversidade caótica e da vida coletiva a que estão sujeitos. A rivalidade entre os dois, aumenta à medida que cresce o número de casinhas do cortiço, alugadas na sua maioria, pelos empregados da pedreira, que também fazem compras na venda de João Romão, que, desse modo, vai se enriquecendo rapidamente. Após o espetáculo é oferecido uma aula show para tirar dúvidas dos alunos e espectadores sobre a obra.

 

Dia 08/06

Exposição “Visibilidade para o Futebol Feminino”

Horário: terça à sexta-feira das 9h às 16h30 / sábados, domingos e feriados das 11h às 16h

Local: Museu Histórico Sorocabano – Rua Teodoro Kaisel, s/n, Junto ao Zoológico Municipal Quinzinho de Barros

Entrada: Gratuita

Descrição: Com o objetivo de destacar a trajetória das mulheres no esporte mais popular do Brasil, o Museu do Futebol de São Paulo criou a mostra “Visibilidade para o Futebol Feminino”, que permanecerá na cidade de Sorocaba até o dia 2 de julho. O projeto, realizado no Museu Histórico Sorocabano, é composto por 11 painéis e três vídeos com conteúdos originais que contam como o futebol feminino foi levado ao esquecimento durante anos. Além disso, leva à reflexão de que a modalidade, sem investimento por parte de clubes e federações e sem a memória afetiva da população, ficou marcada como uma prática exclusiva dos homens. A exposição é uma realização do Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria da Cultura, do IDBrasil Cultura, Educação e Esporte, Organização Social de Cultura gestora das atividades do Museu do Futebol, e conta com o apoio do SISEM-SP, CEME, Guerreiras Project, e apoio local da Prefeitura Municipal de Sorocaba.

 

Dia 09/06

Exposição de Maquetes

Horário: 08h às 16h50

Local: Biblioteca Municipal de Sorocaba – Rua Ministro Coqueijo Costa, 180 – Alto da Boa Vista

Entrada: Gratuita

Descrição: Uma exposição de Maquetes impressiona pela riqueza de detalhes dos prédios que são considerados patrimônio histórico da cidade de Sorocaba. Como a Catedral, Estação Ferroviária, Usina Cultural, Museu Histórico Sorocabano, Mercado Municipal, o Palacete Scarpa onde hoje é a sede da Secretaria de Cultura e Turismo entre outros prédios mais modernos como o Paço Municipal. A exposição é do artista Ademir de Jesus Vendrami e vai até o dia 30/06.

 

Dia 10/06

“A Grande Beleza – Paolo Sorrentino”

Horário: 19h

Local: Biblioteca Municipal de Sorocaba – Rua Ministro Coqueijo Costa, 180 – Alto da Boa Vista

Descrição: O filme que se passa em Roma, durante o verão, mostra o escritor Jap Gambardella (Toni Servillo) que reflete sobre sua vida. Ele tem 65 anos de idade, e desde o grande sucesso do romance “O Aparelho Humano”, escrito décadas atrás, ele não concluiu nenhum outro livro. Desde então, a vida de Jep se passa entre as festas da alta sociedade, os luxos e privilégios de sua fama. Quando se lembra de um amor inocente da sua juventude, Jep cria forças para mudar sua vida, e talvez voltar a escrever.

Entrada: Gratuita

Vídeo em: https://www.youtube.com/watch?v=M7tII8Dn8rE

 

Encontros com o Choro

Horário: 10h às 12h

Local: Biblioteca Infantil “Renato Sêneca de Sá Fleury” – Rua da Penha, 673, Centro.

Entrada: Gratuita

Descrição: Apresentação do Grupo Musical Entre Amigos, composto por Augusto Oliveira (violão), Manoel Moreno (bateria), Ite (pandeiro), Gustavo Arruda (baixo) e Joaquim Rodrigues (cavaquinho), que interpretam clássicos da MPB e abrem espaço para aqueles que gostam de cantar e interpretar poesias.

Vídeo em: https://www.youtube.com/watch?v=_KSEieAHmeE

 

“Auto dos Anfitriões”

Horário: 18h

Local: Teatro Escola Mario Persico – Rua da Penha, 823, Centro.

Entrada: Gratuita

Descrição: Escrita por Luís de Camões, autor de Os Lusíadas, em 1587, o Auto dos Anfitriões adapta a peça grega “Amphitryon de Plauto”, na qual destaca o poder do amor, que domina até os imortais. Assim, o público é apresentado a figura do Anfitrião, general da cidade de Tebas, que é ludibriado pelo Deus Júpiter para deixar sua esposa Alcmena e comandar as legiões contra os inimigos da pátria. Tomado de amor, Júpiter aproveita a ausência do marido para assumir sua aparência e desfrutar dos encantos de Alcmena. A peça apresenta uma linguagem rica, com belíssimos trechos poéticos. A peça faz parte do Festival de Teatro Quatro ao Quadrado, projeto contemplado pela Lei de Incentivo à Cultura (LINC).

 

Orquestra “Nelson Ayres Big Band”

Horário: 20h30

Local: Teatro Municipal Teotônio Vilela – Av. Eng. Carlos Reinaldo Mendes, Alto da Boa Vista

Entrada: Gratuita

Descrição: Em 1973 a cidade de São Paulo foi surpreendida pelo aparecimento de uma orquestra muito diferente de tudo o que existia na época. Na contramão das grandes orquestras de baile lideradas por Silvio Mazzuca, Luiz Arruda Paes, Erlon Chaves e outros maestros, essa orquestra não tocava para dançar e não tinha cantores, tocava um repertório diferente, exclusivamente instrumental, mesclando o jazz com a música brasileira. A orquestra Nelson Ayres Big Band traz 16 solistas em um encontro de várias gerações, entre músicos que fizeram parte da Big Band original, como Carlos Alberto Alcântara, músicos que assistiam as apresentações como Ubaldo Versolato e Nahor Gomes, e grandes talentos atuais como Rubinho Antunes e Cássio Ferreira. Todos unidos pela paixão em fazer músicas juntos, revivendo um repertório exuberante e bem-humorado que ficou marcado na década de 70.

Vídeo em: https://www.youtube.com/watch?v=BhbmUH3UzvE

 

Dia 11/06

“Auto dos Anfitriões”

Horário: 18h

Local: Teatro Escola Mario Persico – Rua da Penha, 823, Centro.

Entrada: Gratuita

Descrição: Escrita por Luís de Camões, autor de Os Lusíadas, em 1587, o Auto dos Anfitriões adapta a peça grega “Amphitryon de Plauto”, na qual destaca o poder do amor, que domina até os imortais. Assim, o público é apresentado a figura do Anfitrião, general da cidade de Tebas, que é ludibriado pelo Deus Júpiter para deixar sua esposa Alcmena e comandar as legiões contra os inimigos da pátria. Tomado de amor, Júpiter aproveita a ausência do marido para assumir sua aparência e desfrutar dos encantos de Alcmena. A peça apresenta uma linguagem rica, com belíssimos trechos poéticos. A peça faz parte do Festival de Teatro Quatro ao Quadrado, projeto contemplado pela Lei de Incentivo à Cultura (LINC).

Fonte: Agência Sorocaba de Notícias

Anúncios