Tags

Desde a reintegração de posse no prédio do antigo centro de distribuição de laranjas (packing house) há mais de um ano, o espaço segue ocioso, sem a realização de atividades culturais voltadas à população sorocabana.

O galpão e suas instalações pertencem ao Estado de São Paulo, embora a Prefeitura de Sorocaba, que deveria ter transformado em um polo cultural, ficou responsável pelo local de 2012 a 2014.

O mandato do deputado estadual Raul Marcelo (PSOL) acompanhou desde o início o trâmite da reintegração de posse no prédio do antigo centro de distribuição de laranjas, localizado na rua Epitácio Pessoa, mo bairro Árvore Grande, em Sorocaba, e agora questionou, por meio de requerimento de informação, por que a área pública conhecida como “packing house” ainda não foi utilizada pela Secretaria Estadual da Fazenda ou algum outro órgão público estadual.

Segundo Raul Marcelo, até final de 2015, o imóvel havia sido ocupado por artistas que desenvolviam relevantes atividades culturais voltadas à população de Sorocaba.

“A ação, movida pela Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo, tinha por finalidade dar outra destinação de interesse público. Porém, desde a desocupação, a área ainda permanece completamente vazia, sem a realização de atividades culturais para os moradores de Sorocaba.”

Nos autos do processo que pediu a reintegração de posse do imóvel, a Secretaria da Fazenda declarou que o espaço deveria ser ocupado pela Cetesb (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo) ou pela Polícia Militar. “No requerimento, também colocamos esta questão, já que a pasta estadual afirmou que o espaço seria destinado a um desses dois órgãos.”

Outro questionamento remete à possibilidade oferecida aos artistas de Sorocaba para o desenvolvimento de atividades em imóveis desocupados pela Secretaria Estadual da Fazenda.

“Em Sorocaba e região, existem vários artistas talentosos que promovem eventos e atividades de forma criativa, dinâmica e que envolve toda a comunidade. E muitas vezes para fomentar a cultura no bairro, a falta de espaço público acaba inviabilizando a concretização do projeto”, explica Raul Marcelo.

O mandato também sugeriu – já que o imóvel pertence ao governo estadual – a implantação de mais um Projeto Guri em Sorocaba. “Seria mais um espaço para que as nossas crianças e adolescentes, entre 6 e 18 anos, pudessem aprender a manusear vários instrumentos musicais, o que contribui para o desenvolvimento intelectual dos jovens sorocabanos.”

Histórico

Na época de reintegração de posse no prédio do antigo centro de distribuição de laranjas (packing house) no final de 2015, toda a movimentação foi acompanhada por advogados do mandato do deputado estadual Raul Marcelo. Os artistas, que ocuparam o terreno e suas edificações em junho de 2015, realizaram um processo de limpeza e o nomearam como Galpão Cultural – Estação Laranjada.

O galpão e suas instalações estavam abandonados pelo governo do Estado, a quem o imóvel pertence. A Prefeitura de Sorocaba, responsável pelo local de 2012 a 2014, também o manteve esquecido. O imóvel era utilizado entre o final dos anos 1920 até 1940 para selecionar e embalar as laranjas produzidas na região.

Fonte: Assessoria de Comunicação do deputado estadual Raul Marcelo (PSOL)

 

Anúncios