Tags

O prefeito José Crespo lançou na tarde desta quarta-feira (26) o Programa de Trânsito “Faixa Viva” na Sala Fundec (Fundação de Desenvolvimento Cultural de Sorocaba).

O objetivo da iniciativa municipal é fazer com que todas as pessoas adotem novas posturas no trânsito e o pedestre seja priorizado em sua travessia, garantindo a sua segurança e evitando atropelamento nas vias da cidade.

“O pedestre é prioridade. Isto não apenas tem que ser entendido, mas também praticado. Em Brasília isso já acontece e, se eles conseguiram colocar no inconsciente coletivo das pessoas, por que também não podemos conseguir? Queremos chegar também neste ponto, não sei se em apenas quatro anos, porque mudar uma cultura muitas vezes leva gerações, mas vamos fazer o máximo para que isso ocorra aqui em Sorocaba”, destacou o prefeito.

Realizado pela Urbes – Trânsito e Transportes, o programa atende a lei municipal nº 10.446/2013, de autoria do prefeito José Crespo, na época vereador, que instituiu o Programa de Trânsito “Faixa Viva”. Além disso, garante o cumprimento do artigo 70 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB) – Lei federal nº 9.503 de 23/09/97 -, que assegura aos pedestres que estiverem atravessando a via sobre as faixas delimitadas para esse fim a prioridade de passagem, exceto nos locais com sinalização semafórica.

“O nosso grande desafio é promover a mudança de comportamento dos sorocabanos. Os pedestres devem sempre atravessar nas faixas de segurança destinadas a eles. Já os motoristas devem respeitar os que estão a pé e parar os veículos ao identificar pessoas prestes a utilizar a faixa específica para travessia”, enfatizou o secretário de Mobilidade e Acessibilidade, Wilson Unterkircher Filho, também diretor presidente da Urbes. A ideia é fazer com que o condutor respeite todos os tipos de faixa de pedestre existentes em Sorocaba e ainda expandir o programa para toda a cidade.

Para a realização do “Faixa Viva”, a Urbes promoverá ações coordenadas e permanentes entre os setores de Engenharia de Tráfego, Educação para o Trânsito e Fiscalização do Trânsito.

O pedestre é o elemento mais frágil de todos os que compõem a mobilidade urbana, merece o respeito dos outros modais e deve preservar sempre sua própria segurança atravessando sempre que possível na faixa de pedestres. De acordo com o Setor de Estatística da Urbes, em 2015 foram computados 298 atropelamentos em Sorocaba, com 325 vítimas, sendo 11 fatais. Em 2016, ocorreram 244 atropelamentos, com 251 vítimas, sendo 10 fatais. Já em 2017, de janeiro a março, foram 56 atropelamentos, com 63 vítimas, sendo 4 fatais.

Ações permanentes e coordenadas

A área de Engenharia de Tráfego da Urbes já realiza ações permanentes para promover a segurança no trânsito, impedindo a travessia de pedestres em locais de maior vulnerabilidade, devido ao risco de atropelamentos.

Após análise técnica do setor responsável, entre as medidas adotadas em pontos estratégicos estão a implantação de faixas de pedestres, redutores de velocidade (lombada, faixa elevada, radar), gradis e semáforos, incluindo os destinados aos pedestres. A “lombofaixa” ou faixa elevada para travessia, por exemplo, é utilizada onde há grande concentração de pedestres e também a necessidade de redução de velocidade.

Já a equipe de Educação para o Trânsito terá a missão de educar motoristas e pedestres em atividades desenvolvidas de forma permanente em pontos considerados críticos da cidade. A estratégia é a realização de intervenção lúdica com a participação de um grupo de mímicos em faixas de pedestre não semaforizadas previamente escolhidas.

A ideia é educar a todos. O pedestre deve obedecer à sinalização de trânsito específica e somente andar na faixa própria. No semáforo, ele deve esperar até que o sinal feche para os carros. Para a travessia em faixa sem semáforo, o pedestre, ainda na calçada, deve estender o braço com a palma da mão, e só atravessar quando os carros pararem. Já os motoristas devem reduzir a velocidade do veículo ao avistarem uma faixa de pedestre e, quando houver um pedestre indicando querer atravessar, parar o veículo para que ele atravesse com tranquilidade e segurança.

De acordo com a Urbes, a única exceção deste trabalho será os locais onde há semáforos, já que daí a regra é respeitar a sinalização semafórica.

Segundo o CTB, nestes locais, deve ser dada preferência aos pedestres que não tenham concluído a travessia, mesmo em caso de mudança do semáforo liberando a passagem dos veículos.

Quanto à fiscalização, os agentes de trânsito da Urbes vão intensificar a autuação de qualquer irregularidade a partir do dia 1º de julho deste ano. Segundo o artigo 214 do Código de Trânsito Brasileiro, deixar de dar preferência de passagem a pedestre e a veículo não motorizado é infração gravíssima, com multa de R$ 293,47 e sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Já parar sobre faixa destinada a pedestres, a infração é leve, com multa de R$ 88,38 e 3 pontos na CNH. A ação de fiscalização será realizada diariamente dentro da rotina de trabalho dos “amarelinhos”.

Mímicos nas ruas

Após o lançamento do programa, o prefeito José Crespo foi conferir a primeira ação da equipe de Educação para o Trânsito da Urbes, que estava ocorrendo na faixa de pedestre da rua São Bento com a rua XV de Novembro. As ruas do Centro de Sorocaba são as primeiras a serem contempladas, mas a ideia é realizar também nos bairros.

No local, mímicos interagiam com as pessoas que passavam pelo local para conscientizá-las sobre a importância de se utilizar a faixa de segurança para a travessia. Sem pronunciar uma só palavra, eles direcionavam pedestres para a faixa, ensinando a fazer o sinal com a mão e agradecer os motoristas que paravam e esperavam a travessia. Um material informativo também foi entregue à população.

A cozinheira Valquiria Aparecida Moreira, moradora da Via Assis, foi passear no Centro e conferiu a ação educativa da Urbes. “Este trabalho que está sendo feito é essencial, muito bonito. Vocês estão de parabéns”, elogiou a munícipe. Segundo ela, muitas pessoas ainda não respeitam a faixa de pedestre: “Outro dia, em frente ao supermercado no Campolim, fui atravessar a avenida e o veículo parou em cima da faixa de pedestre. Acabei dando parabéns para a motorista do carro. Ela não gostou muito, mas é isso que ocorre e é importante que a cultura do sorocabano mude”, comentou.

Neste sábado (27), das 9h às 12h, o grupo de mímicos estará na faixa de pedestre da rua da Penha com a rua Coronel Benedito Pires.

Fonte: Agência Sorocaba de Notícias

Anúncios