Tags

Entre todas as revoluções culturais, políticas e sociais que transformaram a humanidade em centenas de anos, nenhuma foi capaz de extinguir uma das expressões artísticas mais originais e criativas de que se tem notícia: o circo.

A duras penas, as artes circenses sobrevivem graças ao trabalho de poucos heróis e sua coragem de levar esse ofício até o maior número possível de pessoas. Principalmente até as escolas.

É o que acontece esta semana na rede municipal de ensino em Sorocaba. Como parte das ações para marcar a Semana Mundial do Brincar, os Centros de Educação Infantil 2 e 7 estão recebendo apresentações de um grupo circense nesta quinta e sexta feiras, 25 e 26 de maio, numa iniciativa da Associação de Pais e Mestres dessas duas unidades, que decidiram investir parte de seus recursos para enriquecer ainda mais o aprendizado dos nossos alunos.

O espetáculo apresenta a crianças de creche até pré-escola as diversas linguagens tratadas no circo, como música, dança, teatro, mágica e malabarismo, em uma divertida combinação conduzida para desenvolver a curiosidade e a imaginação das crianças.

“Durante o ano inteiro, em todas as nossas atividades na escola, o lúdico tem um papel fundamental. Brincando, a criança desenvolve habilidades cognitivas, psicomotoras, sociais, afetivas e tantas outras”, explica a professora Elaine Aparecida Ferreira Marfil Sposito, diretora do CEI 2.

A orientadora pedagógica Thaís Helena Neves ressalta a riqueza da cultura circense e sua contribuição para o desenvolvimento integral das crianças. “Durante as apresentações elas participam, reagem e fazem associações que certamente serão muito importantes no seu aprendizado”, diz.

Fonte: Agência Sorocaba de Notícias

Anúncios