Tags

,

Em reunião com o secretário de Recursos Humanos da Prefeitura de Sorocaba, Marinho Marte, na manhã desta sexta (12) , o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais, Salatiel Hergesel, pediu a intermediação para que sejam reabertas as negociações entre o Poder Público e as entidades acerca do reajuste salarial para a categoria.

O assunto não é debatido desde o fim de março, quando uma audiência conciliadora entre as partes terminou sem um acordo. Hergesel declarou que esperava receber respostas “mais afirmativas” no encontro, mas disse ter visto compromisso de Marinho Marte em levar a demanda ao prefeito José Crespo (DEM).

O líder sindical solicitou a retomada das discussões sobre a reposição salarial, que Crespo sugeriu adiar para outubro em virtude do quadro de instabilidade financeira enfrentado pela Prefeitura.

Os servidores não pretendem esperar até o fim do ano, tendo em vista que a data-base da categoria é no mês de janeiro. Inicialmente o sindicato pleiteou um reajuste de 14,77%, mas sinaliza que pode aceitar um índice inferior.

O impasse levou a manifestações, uma delas protagonizada pelo episódio em que assessores do prefeito serviram coxinhas aos servidores que protestavam na frente de sua casa, gerando revolta.

Hergesel disse que na reunião também foram discutidos assuntos referentes à valorização e respeito para com o servidor público a partir da cobrança do sindicato.

Segundo ele, não foram informados detalhes sobre o plano de motivação que a Prefeitura anunciou em março — mas sem explicar como se dará –, mas o sindicato solicitou participação na elaboração do projeto. A resposta deve ser dada em alguns dias.

Fonte: Jornal Cruzeiro do Sul

Anúncios